Adit Hotel quer ampliar sinergia entre hotelaria e mercado imobiliário

Adit Hotel - outros eventosA Adit Brasil promove outros seminários, como o Adit Invest

Anunciada no início do mês, a primeira edição do Adit Hotel promete reunir boa parte dos principais executivos da hotelaria nacional. Marcado para 5 de novembro, no Hotel Pullman São Paulo Vila Olímpia, em São Paulo, o seminário é promovido pela Adit Brasil (Associação para o Desenvolvimento Imobiliário e Turístico do Brasil).

Destinado a executivos de redes nacionais e internacionais, hotéis independentes, consultores e desenvolvedores imobiliários, o encontro terá uma programação que fará uma ampla análise do cenário das perspectivas da hotelaria nos próximos anos.

Entre os palestras estão nomes como Alejandro Moreno, CEO do Wyndham Hotels & Resorts para a América Latina e Caribe; Clayton Armelin, diretor executivo de Produtos Terrestres Nacional da CVC Corp (leia entrevista com ele); e Roberto Bertino, presidente da Nobile Hotéis

Adit Hotel: expectativas

Há pouco mais de 15 dias para o evento, a reportagem do Hotelier News conversou com Felipe Cavalcante, presidente da Adit Brasil, para entender o que o executivo espera do encontro. Confira o bate-papo com Cavalcante, que também é proprietário do Iloa Resort.

HN: Por que, depois de tantos anos e eventos consolidados, a Adit Brasil resolveu fazer seu primeiro seminário voltado exclusivamente à hotelaria?

Felipe Cavalcante: Na realidade esse não é o primeiro investimento hoteleiro da Adit Brasil. O próprio nascedouro da entidade foi um evento de investimento hoteleiro e imobiliário, com amplo foco na hotelaria, que aconteceu em 2006, em Maceió. Por muito tempo, nosso principal foco foi a captação de investimentos hoteleiros para o Brasil, abrindo relacionamento com redes da Ásia, Europa e EUA. Nosso foco mudou depois da crise, por conta da dificuldade em atrair a hotelaria para o Brasil. Entendemos, agora, que o bom momento para a hotelaria está chegando, pois percebemos uma grande vontade dos investidores em geral por produtos hoteleiros. É hora de voltar para nossa origem.

HN:O que pautou a escolha dos temas e dos palestrantes?

Felipe Cavalcante: Nós temos um escopo de atuação vasto, incluindo jurídico, hotelaria, imobiliário, investimento, turismo compartilhado e comunidades planejadas. Portanto, resolvemos traçar os conhecimentos no momento de escolher os convidados que falarão no Adit Hotel, enriquecendo as conversas.

Adit Hotel - Felipe CavalcanteCavalcante: agenda pró-mercado é favorável à hotelaria

HN: Qual a expectativa para o seminário?

Felipe Cavalcante: Nosso interesse é ter um evento com conteúdo de alta qualidade, segmentando o assunto exclusivamente para interessados no assunto. Em números, aguardamos de 150 a 200 profissionais do mercado, sendo um evento focado no executivo que pensa sobre o desenvolvimento hoteleiro no Brasil. 

HN: Como você avalia o futuro da hotelaria no médio prazo?

Felipe Cavalcante: Estou muito otimista. O cenário eleitoral aparenta ter uma política pró-mercado, em termos de liberalização, desburocratização e estabilidade econômica. Dessa forma, espero um mercado muito positivo para os próximos três anos, incluindo a área de consumo e investimentos, fazendo com que, de alguma maneira, isso chegue ao mercado hoteleiro, de maneira macro. A nova regulamentação dos condo-hotéis pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários) também fez com que esse mercado se enriquecesse.

HN: O que a hotelaria e seus stakeholders precisam fazer para chegar nesse futuro de médio prazo?

Felipe Cavalcante: Não existe muito segredo. Os atores precisam ser cada vez mais profissionais, em que a grande questão continua sendo o funding para investimentos, fazendo esse link entre hotelaria, turismo e mercado financeiro aumentar.

(*) Crédito da capa: RyanMcGuire/Pixabay

(*) Crédito das fotos: Peter Kutchian e Vinicius Medeiros/Hotelier News 

Comentários