Bandeiras atrapalham, mas Laghetto Hotéis segue seu plano de retomada

Laghetto Hotéis - plano de retomada_Cristiane MorsCristiane: vendemos durante a semana os quartos daquele final de semana 

O início foi melhor do que a encomenda. A reabertura de Gramado (RS) atraiu muitos turistas, mas também trouxe o que se temia. De maio a junho, houve aumento de casos confirmados na Serra Gaúcha e na cidade, que ainda assim continua com números baixos, 43 para ser mais exato, segundo dados de hoje (1) da prefeitura. Ainda assim, a escalada nas notificações levou o governo gaúcho a alternar a bandeira da região nas últimas semanas, deixando o cenário imprevisível para a hotelaria. É em meio a esse ambiente que a Laghetto Hotéis toca seu plano de retomada, apostando no Natal Luz para reverter parte das perdas desse ano.  

Hoje, a rede gaúcha tem 10 dos seus 18 hotéis em operação. No cronograma estabelecido pela empresa, ainda em julho mais uma unidade em Bento Gonçalves (RS) volta a funcionar. “Vamos estudar cada caso daqui para frente, analisando a demanda. Em princípio, contudo, três unidades em Gramado só voltam para o Natal Luz, em novembro. Já a tendência para o hotel do Rio de Janeiro é de reabertura apenas na alta temporada de verão, em dezembro”, explica Cristiane Mors, diretora de Vendas da Laghetto Hotéis, em entrevista exclusiva ao Hotelier News.

Ela também adiantou números desses dois meses de retomada das atividades: maio e junho tiveram ocupações de 18% e 25%, respectivamente. “Aos sábados, estamos obtendo picos de 50% a 70%, que é a lotação máxima permitida em Gramado, onde estão a maioria dos nossos hotéis”, acrescenta Cristiane. “As mudanças de bandeiras por parte do governo estadual deixam os turistas um pouco confusos e diminuem nossa previsibilidade em relação à demanda. Agora, uma coisa é muito clara: o book window é curto. Ou seja, vendemos durante a semana os quartos do final de semana. No pré-crise, já tínhamos uma noção da ocupação logo nos primeiros dias do mês”, completa.

Cristiane destaca ainda que o grande desafio tem sido elevar as vendas nos dias de semana. “Trabalhamos e revisamos nossos canais de distribuição diariamente para tentar entender como vai ser o comportamento da demanda e abastecer as OTAs com ofertas. No entanto, nossa estratégia tem sido ficar no maior número de prateleiras possíveis”, comenta. “Sem eventos e grupos das operadoras, os dias de semana têm sido um objetivo desafiador. Um complicador a mais é a alternância das bandeiras, que me impedem de garantir aos clientes e parceiros que a cidade estará com atrações, restaurantes e bares abertos”, acrescenta.

Laghetto Hotéis - plano de retomada_internaAllegro Pedras Altas foi um dos últimos hotéis da rede a reabrir em Gramado

Laghetto Hotéis e o novo normal

Já Flaviana Yamaguchi, gerente de Marketing da Laghetto Hotéis, conta que vem percebendo algumas mudanças no público desde o início na retomada. “Temos muitos clientes novos, que vêm predominando frente aos recorrentes. Percebemos também que são hóspedes com maior poder aquisitivo, a maioria da Grande Porto Alegre e Santa Catarina. O grupo de risco parece não estar viajando e a maioria dos hóspedes são casais e famílias”, explica a executiva, que revela a estratégia de comunicação usada para se relacionar com o público.

“Nas redes sociais, destacamos as medidas de prevenção e de higienização adotadas em todas as unidades, bem como os hotéis que estão em operação. Também somos bastante transparentes em relação à situação das bandeiras. Não queremos criar falsas expectativas, até porque as áreas de lazer das unidades não estão abertas em função de decreto da prefeitura”, diz Flaviana, que faz uma observação curiosa – e reveladora – sobre o comportamento do consumidor. “São pessoas que estão já muito cansadas de ficar em casa. Ainda assim, sentimos que estamos mais preocupados do que eles com as medidas de prevenção. Nos hotéis, obrigamos uso de máscaras e, pelo menos nesse ambiente, há respeito. Nas ruas, no entanto, não se vê muito.”

Para finalizar, as duas executivas mostram otimismo com o final do ano. Já há procura para o Natal Luz, que é a alta temporada em Gramado. “Há também muitas remarcações de clientes que já haviam comprado para o período. Em paralelo, nossas operadoras parceiras estão trabalhando as vendas, na expectativa de retomada na malha aérea. A extensão da programação do Natal Luz, que vai até o final de janeiro, deixa-nos mais otimistas. Aumenta nossa expectativa de recuperar um pouco do que perdemos no pico da pandemia”, finaliza Cristiane.

(*) Crédito das fotos: Divulgação/Laghetto Hotéis

Comentários