Bangkok é o principal destino asiático em 2018

Bangkok é o principal destino asiático em 2018Cidade recebeu cerca de 22 milhões de visitantes ao longo do ano

A Bangkok, na Tailândia, é o principal destino para turistas na Ásia em 2018. Recebeu cerca de 22 milhões de visitantes de todo o mundo, de acordo com relatório da GlobalData. Além da cidade tailandesa, Cingapura e Tóquio (JAP) completam o top 3 de destinos globais no ano passado.

Juntos, as três cidades somam 40% da demanda turística internacional de todos os principais destinos asiáticos. Além de ser a principal visitada, Bangkok também apresentou o valor mais acessível com relação à diária média ao longo do ano.

Aditi Dutta Chowdhury, analista de pesquisa econômica da GlobalData, diz que as viagens e o turismo estão se tornando um setor-chave do crescimento econômico em todo o mundo. "A Ásia emergiu como um ponto considerável para o turismo de lazer, médico e cultural, com sete cidades asiáticas que figuram entre as 10 cidades mais visitadas do mundo em 2018", comentou.

Os principais visitnates do mercado asiático são China, Estados Unidos, e países da Europa, além da Índia. Chowdhury acrescenta que políticas de visto favoráveis ​​ao turismo, fortes esforços promocionais, moeda mais fraca e conectividade de baixo custo tornaram essas cidades como destinos internacionais preferidos.

Um dos principais visitantes de Bangkok, a China vem ganhando força nos últimos anos como grande mercado turístico internacional. Estudo anterior da GlobalData demonstrou que o turismo doméstico chinês movimentou US$ 679 bilhões dentro do próprio país.

Bangkok e outras cidades tailandesas dominam

Além de Bangkok, outros destinos tailandeses como Phuket e Pattaya somaram 42,28 milhões de visitantes internacionais em 2018. China, Rússia e Europa foram os principais países de destinos destes turistas. 

Porém, no item sobre as cidades mais bem classificadas, Tóquio foi a que demonstrou o aumento mais acentuado entre 2014 e 2018, com uma elevação de 60,5%. Essa elevação se deve principalmente ao ambiente mais favorável para o visitante. Tambem contaram medidas governamentais como relaxamento do visto para vizinhos da Ásia e outras regiões do mundo. O governo da capital japonesa estabeleceu uma meta para receber 25 milhões de turistas até 2020, dos quais 60% serão visitantes recorrentes.

(*) Crédito da foto: Sasin Tipchai/Pixabay 

Comentários