Booking.com: mulheres da Geração Z confiam mais no Instagram na hora de planejar viagens

booking.com46% está interessada em ir para um destino que ficará bonito nas fotos

 

Apesar de um pouco mais crítica em relação às mídias sociais, a Geração Z (16 a 24 anos), ainda tem o Instagram como grande fonte de inspiração. De acordo com uma pesquisa da Booking.com, dois terços (64%) dos brasileiros da Geração Z curtem ver publicações e fotos de viagens nas redes sociais. 

Quando se trata da relevância dada às redes sociais na hora de planejar viagens, 51% das brasileiras dessa faixa etária tendem mais a viajar com base no que veem nas redes sociais. Enquanto apenas 45% dos homens dessa geração dizem o mesmo. Essa confiança no Instagram é maior do que a média dos brasileiros em geral (33%). E ainda maior do que a encontrada entre os Millennials (39%).

Além disso, ao decidirem pelo próximo destino, o feed dessas redes é parada obrigatória: 48% da geração Z já decidiram uma viagem com base no que viram no Instagram/redes sociais e um número parecido (45%) diz que geralmente confia em influenciadores digitais quando se trata de recomendações turísticas.

Durante suas últimas férias, 32% dos brasileiros da Geração Z tiraram entre 10 a 30 fotografias por dia, enquanto 22% clicaram mais de 50 fotos diariamente. E quase metade (46%) diz que está mais interessada em viajar para um destino que ficará bonito nas fotos. Nesse quesito, os Millennials se preocupam mais com a fotografia do local do que a geração posterior, com 57% demonstrando o interesse. 

Booking.com: mundo offline

No entanto, os celulares não são as únicas fontes de inspiração para a Geração Z: 44% são influenciados por destinos que veem nos filmes e nos programas de televisão. O que desperta o desejo de conhecer os lugares ao vivo e em cores. Esse ponto é mais forte também para as mulheres: enquanto 52% delas dizem usar filmes e séries como inspiração, pouco mais de um terço (37%) dos homens concordam.

Alguns jovens da Geração Z são ainda mais tradicionais e optam pelo offline: quase um em cada três (32%) busca seus amigos reais na hora de pedir dicas. Porém, o mundo real só é mais atrativo que o mundo virtual para faixas etárias anteriores, como a Geração X (40 e 54 anos) e os Baby Bommers (acima de 55 anos).

(*) Crédito da foto: Free-Photos/Pixabay 

Comentários