Centro de convenções de Foz do Iguaçu será concedido à iniciativa privada

Centro de ConvençõesInvestimento mínimo exigido será de R$ 25,4 milhões

O Ceconfi (Centro de Convenções de Foz do Iguaçu), no Paraná, será concedido à iniciativa privada. Maior acionista do complexo, a Prefeitura Municipal apresentou ontem (9) a minuta do edital de concessão. Chico Brasileiro, prefeito da cidade, informou que o processo será colocado em consulta pública por 30 dias antes da confirmação.

"Nós vamos abrir a consulta pública para dar maior transparência ao processo e também para receber contribuições da sociedade", antecipou o prefeito. O mandatário explica que a decisão levou em conta o potencial, na avaliação dele inexplorado, do destino para o segmento de convenções. "O setor de eventos tem grande potencial e nosso centro de convenções está inadequado. Por isso a decisão da prefeitura de trazer investidores para modernizar o local, gerando mais receita e empregos no setor", justifica. 

Antes da abertura do processo licitatório, a versão final do edital será submetida à audiência pública do Comtur (Conselho Municipal de Turismo). O documento deverá ainda ser aprovado em assembleia geral dos acionistas do centro de convenções. 

O complexo fica próximo ao aeroporto e tem uma área total de 95 mil metros quadrados (m²). Apenas a área edificada, no entanto, deve ser objeto de revitalização. Essa,por sua vez, compreende o espaço superior a 31 mil m². A concessão terá prazo de 30 anos e o investimento mínimo exigido será de R$ 25,4 milhões. O cronograma dos investimentos é de, no máximo, 36 meses. 

Centro de convenções pode abrigar hotel

Como incentivo, a prefeitura ampliou a possibilidade de usos permitidos para a área. Estão liberados investimentos em atividades hoteleiras, gastronômicas, culturais, entretenimento, estacionamentos, comércio e serviços, entre outras. "Acreditamos que o edital vai dar uma maior visibilidade ao processo e atrairá mais interessados", pondera Gilmar Piolla, secretário municipal de Turismo. 

Ainda segundo o secretário, o ambiente econômico melhorou no país e, em paralelo, o turismo de Foz vem respondendo de maneira positiva. "No ano passado, tivemos crescimento de 15%. Neste ano, devemos superar essa marca, tornando o momento muito favorável para buscar investidores dispostos a participarem da licitação do centro de convenções", diz. 

Os números crescentes e a busca por expansão na malha aérea da cidade comprovam o bom momento vivido pelo turismo do destino paranaense.

(*) Crédito da foto: Aymanjed/Pixabay

Comentários