Com isenção de visto, número de turistas oriundos dos EUA deve quadruplicar

Visto- aumento de turistasRio também se mostrou otimista com a mudança

Publicado ontem (18), no Diário Oficial da União, o decreto que isenta o visto brasileiro para turistas dos EUA, Canadá, Austrália e Japão deve impactar positivamente o turismo. Segundo o Conselho de Turismo da Federação de Comércio de Bens e Serviços do Estados de São Paulo (FecomercioSP), o volume de turistas norte-americanos deve aumentar em quatro vezes. Para a entidade, a alta poderia gerar uma injeção de gastos extras de R$ 6,4 bilhões por ano.

O acordo firmado entre os países entra em vigor no dia 17 de junho. A mudança unilateral era uma demanda antiga da FecomercioSP e já havia sido solicitada durante as eleições em 2018. Segundo o Ministério do Turismo, em 2017, 478 mil turistas vindos dos EUA entraram em território nacional. No mesmo período, o Peru recebeu 600 mil turistas, segundo o PromPeru.

Para a entidade, o Brasil como um país de multidestinos e diversas ramificações do turismo, é possível receber um volume até quatro vezes maior de turistas norte-americanos. A FecomercioSP ressalta que para isso, é necessário repensar em estratégias de combate à violência, melhorias de infraestrutura (aeroportos, rodovias) e investir em mão de obra qualificada bilíngue.

Segundo Mariana Aldrigui, presidente do Conselho de Turismo, “a isenção unilateral beneficia o turismo ao incluir passageiros que decidem por impulso e motivados por promoções. O visto é uma barreira especialmente nesses casos”.

Visto: Rio de Janeiro

A capital fluminense também se mostrou otimista com a mudança. Para Otávio Leite, secretário estadual de Turismo do Rio de Janeiro, o próximo passo é investir na divulgação da isenção nos países escolhidos. “Sem dúvida a medida significa uma formidável oportunidade para atrairmos mais turistas. O próximo é promover uma campanha para divulgar aos cidadãos destes países a novidade, que irá facilitar em muito a tomada de decisão pelo destino Brasil”, comemora. “O RJ quer estar junto neste trabalho junto ao mercado americano e dos demais países”, ressalta.

Segundo estimativas do governo, a medida resultou em aumento de 35,2% nas emissões de vistos (eletrônicos e tradicionais). Para o Ministério do Turismo, os quatro países são considerados estratégicos. Em 2017, o Canadá atraiu cerca de 49 mil turistas; a Austrália 34 mil e o Japão 60 mil.

(*) Crédito da foto: chulhwan/Pixabay

(**) Crédito da foto: Paulo Duarte/Pixabay

Comentários