Conheça Paris Neri, gerente de Hospedagem do Royal Palm Tower Anhanguera (SP)

Paris Neri é o atual gerente de Hospedagem do Royal Palm Tower Anhanguera, empreendimento inaugurado em agosto na cidade de Campinas. O profissional nasceu na Itália, onde sua família tem um bar e restaurante em Gênova. Com a paixão em gastronomia, Neri resolveu cursar Hotelaria. Entrou na universidade, trabalhou em vários restaurantes, hotéis e navios de cruzeiro.  Em Portugal participou da abertura do Holiday Inn Express, situado em Porto, e da inauguração de dois navios da Costa. Ele também atuou na Alemanha. "Esse espírito de hoteleiro eu sempre tive. O prazer em servir é um grande diferencial da nossa marca, o importante são as pessoas. O restante são detalhes que cuidamos para que a estada dos hóspedes seja excelente. Minha trajetória sempre foi na área de atendimento.

A vontade de fazer carreira, com um perfil próprio para trabalhar na hotelaria, falando cinco idiomas e com ímpetos no bom atendeimento, foram os motivos para ele deixar alimentos e bebidas. Além disso, estudou mais, fazendo faculdade de e-Commerce exterior e um curso técnico de Hotelaria no Brasil. E ele não quer para por aí. Irá fazer um MBA em Gestão Empresarial. 

Paris Neri: chegada no Brasil

A decisão em vir para o Brasil foi devido ao casamento. "Quando estava trabalhando no navio de cruzeiro conheci uma passageira brasileira. Nos apaixonamos, casamos na Itália e ficamos por lá. Abrimos uma empresa de importação e exportação e depois fomos para Portugal, onde trabalhei durante dois anos. Na sequencia fomos para Alemanha e acabamos vindo para o Brasil em 2010", conta Neri.

Quando chegou no Brasil, ele fez entrevistas em vários hotéis, mas na verdade queria trabalhar no Royal Palm Plaza. "Queria entrar no melhor hotel da região e acabei sendo contratado como recepcionista", relembra. No cargo ficou dois anos, depois passou para porteiro e chefe dos mensageiros, onde permaneceu também pelo mesmo período. Na sequencia, passou a ser gerente de plantão. "Foi uma história bacana, com conhecimento de todas as áreas, precisava de jogo de cintura para lidar com os hóspedes", explica.

Quando as vagas para os novos hotéis do grupo surgiram, ele se candidatou. "Fui escolhido como gerente de Hospedagem e cuido da Recepção e Governança, também no Hotel Contemporâneo, que abre em breve. É um bom desafio. Aqui no Anhanguera são 226, e no Contemporâneo 310. Somando os dois é um número maior do que o Royal Plam Plaza", explica.

Nova fase

Neri explica que esta nova fase está sendo desafiadora. "É algo novo, bastante amplo e que nunca havia feito. Ao mesmo tempo é muito bom poder estar no melhor hotel de Campinas, considerando a infraestrutura. A proximidade com o Royal Palm Hall fará ser um dos hotéis com mais movimento na rede", salienta.

Para o futuro Neri planeja continuar na Royal Palm e chegar ao posto de gerente geral.

Para isso ele tem claro que o que faz um bom colaborador se destacar, é tratar a empresa como se fosse sua casa. "O cliente percebe se a pessoa tem um carinho especial pelo seu trabalho. Isso é um grande diferencial. Acredito que isso seja nosso ponto forte. Gostar de servir é uma paixão e considero também uma arte, não é pra qualquer um... Ter contato com pessoas, empatia para entender a situação, saber e conhecer nosso erros e melhorá-los. Esse é o grande segredo do nosso atendimento, além de tratar as pessoas como você gostaria de ser tratado. Nosso jeito Royal de atender é o nosso selo de qualidade, trabalhamos e treinamos isso o tempo todo", finaliza.

(*) Crédito da foto: Peter Kutuchian/Hotelier News

Comentários