Em meio a reformulação, Costa do Sauípe (BA) busca reinventar-se

De Mata de São João, Bahia

Costa do SauípeA orla do resort tem cerca de quatro quilômetros

Parte nordestina da recém-lançada marca Aviva, o complexo Costa do Sauípe, em Mata de São João (BA), experimenta um novo momento em sua trajetória. Há quase 20 anos em operação e após contínuos períodos de prejuízo, o empreendimento fechou 2018 no azul. Na contabilidade de janeiro a dezembro do ano passado notou-se lucro de R$ 8 milhões. O resultado veio no primeiro ano da nova gestão e fortalece a intenção dos líderes atuais em reinventar a oferta e seguir o movimento de reformas pelo qual a propriedade passa.

"A temporada 2018 certamente será uma de que não iremos esquecer", garante Flávio Monteiro, diretor de Operações do complexo. "Era um desafio conseguir esse resultado e o alcançamos", completa.

Evidentemente, a fórmula para a boa performance não foi simples de ser montada. Para voltar a ter hotéis cheios e clientes interessados em voltar, o empreendimento baiano refletiu sobre seu modelo de negócio e chegou a uma conclusão aparentemente singela mas que funcionou. "Decidimos ser o resort mais legal do Brasil. Não o que tem mais estrelas ou melhor midscale", lembra o diretor. 

Desse pensamento, surgiram as ações que voltaram a levar eventos corporativos ao resort e também os planos de reformas e instalação de novas atrações. "O próprio mercado nos lembrou da vocação que o complexo sempre teve para eventos. Temos aqui uma oferta única com estrutura moderna e hotéis para hospedar participantes de convenções. 

Uma reforma no complexo de eventos completou o investimento nessa área. A estrutura principal para conferências ganhou novo telhado, sistema de ar condicionado, divisórias e carpetes. 

No complemento dessas obras vieram as novas atrações, todas lançadas ainda no ano passado e já em funcionamento. Entre elas está uma orla que enche de conforto o passeio na beira da praia, três restaurantes recém-montados e novas atrações de lazer e entretenimento. 

Essas reformulações estão contempladas num orçamento para obras que prevê R$ 900 milhões investidos até 2020.

Costa do Sauípe: resort com conteúdo

De acordo com Monteiro, tudo que foi feito e o que está por vir tem o entretenimento como finalidade. Segundo comenta o gestor, para um complexo como o Costa do Sauípe, a oferta de lazer por ela mesma não é mais suficiente. Oferecer entretenimento e procurar compreender o que o viajante deseja é quase uma obrigação. "São os resorts com conteúdo. São esses os que vão sobreviver num mercado em modificação como o brasileiro", afirma.

A diretriz do conteúdo é o que orienta as modificações e novidades em andamento na propriedade.

(*) Crédito da foto: Filip Calixto/Hotelier News

Comentários