Europa mantém leve crescimento em fevereiro, diz STR

STR - Edimburgo_fevereiroEm Edimburgo, na Escócia, a oferta superou a demanda hoteleira

Após um janeiro positivo, mas morno, a hotelaria europeia manteve o mesmo ritmo em fevereiro. Segundo dados da STR, o continente teve outro mês com expansão nos três principais indicadores do setor, novamente leves. Destaque positivo para São Petersburgo, na Rússia. Na contramão, Edinburgo, na Escócia, teve quedas elevadas nos números.

A ocupação média na hotelaria europeia beirou a estabilidade, com leve alta de 0,1% frente fevereiro de 2018, a 65%. O crescimento de 1,9% na diária média, para € 100,6, na mesma de comparação, puxou o RevPar para cima (+2%, para € 65,34). 

STR: São Petersburgo

Na cidade russa, a alta de 6,2% na demanda (room nights vendidos) foi decisiva na expansão obtida nos três indicadores do setor. Segundo a STR, a realização do WTA St. Petersburg Open, logo no início do mês, ajudou bastante neste sentido. Em paralelo, a oferta (inventário disponível) permaneceu praticamente estável (+0,2%). A base de comparação é sempre anual.

Com isso, a ocupação em São Petersburgo fechou fevereiro a 70,1%, aumento de 6,7% frente a igual período de 2018. Em paralelo, diária média e RevPar avançaram 2,6% (para 4.128,27 rublos) e 9,5% (para 1.877,22 rublos), respectivamente, na mesma base de comparação. No caso do último indicador, o desempenho foi o melhor para o mês desde o início da série histórica da consultoria.
 
Nem todos os mercados no Reino Unido tiveram um fevereiro positivo. Diferentemente de Londres, por exemplo, Edimburgo teve um mês com números ruins. Com a oferta (+6,2) superando a demanda (+4,2%), o mercado local teve queda nos três indicadores – duas delas em dois dígitos.

No geral, a hotelaria de Edimburgo registrou queda de 1,8% na ocupação, fechando fevereiro a 70,1%. Em paralelo, o recuo de 10,7% (para £ 74,40) na diária média derrubou em 12,3% (para £ 52,18) o RevPar, sempre na comparação anual. 

(*) Crédito da capa: LuidmilaKot/Pixabay

(**) Crédito da foto: Tama66/Pixabay

Comentários