GlobalData: ‘novo normal‘ da hotelaria será baseado em tecnologia

globaldata- retomadaNo pós-pandemia, deveria a hotelaria direcionar esforços para a automação?

De olho na retomada das atividades, o setor hoteleiro começa a se preparar para a reabertura no pós-pandemia. Segundo a GlobalData, o segmento passará a implementar protocolos rigorosos de higienização e o “novo normal” terá a tecnologia como uma grande aliada. 

“O aumento do uso da tecnologia no-touch em várias operações de hotéis pode se tornar permanente. O uso da automação na indústria vem crescendo rapidamente nos últimos anos, mas muitas outras opções sem toque serão introduzidas devido ao Covid19. Opções podem ser adotadas, como impressões digitais sem contato, em vez de chaves do quarto, ou o uso de íris e reconhecimento de rosto ao fazer check-in em um hotel”, diz Ralph Hollister, analista de viagens e turismo da empresa.

“O aumento do uso de robôs de serviço para limitar a frequência do contato humano em um hotel também pode ser implementado por redes maiores. A aplicação dessa tecnologia na indústria hoteleira está em ascensão e existe há vários anos. Com o fator adicional de garantir aos hóspedes em potencial que suas estadias serão seguras por meio de mínimo contato social e interação humana, a robótica pode ser vista por hóspedes e operadores como menos um artifício e mais uma necessidade”, complementa. 

GlobalData: menos contato humano

Durante o período de bloqueio, é provável que as principais redes de hotéis estejam planejando maneiras de garantir que seu período de recuperação seja o mais curto possível. Dessa forma, é provável que o uso da robótica e de outras formas de tecnologia avançada tenham entrado no radar de muitas redes.

“Embora a despesa inicial seja alta, a introdução de formas de tecnologia avançada que limitarão a frequência do contato humano nos hotéis funcionará como um ponto de venda exclusivo. Essa estratégia também provavelmente criará sentimentos positivos em torno da imagem de uma empresa, pois eles serão vistos como uma organização que age de forma proativa a fim de garantir a segurança dos hóspedes”, finaliza Hollister.

(*) Crédito da foto: TheDigitalArtist/Pixabay

Comentários