GlobalData analisa cenário pós coronavírus e aponta importância de higienização

GlobalData 85% dos entrevistados estão preocupados com a pandemia

Para além da economia, uma das marcas deixadas pelo novo coronavírus é de fato a preocupação com higiene, que passa a ser assunto de segurança mundial. Ao longo da história, acontecimentos a níveis globais deixam consequências inclusive nos hábitos da sociedade. Com esta pandemia, a população passa a entender a importância da higienização e com isso, criam-se novos costumes. Segundo GlobalData, os hotéis, afetados pela crise como todo setor do turismo, precisam se adaptar a esta nova prática.

Alguns já começam a implementar novos protocolos de higienização, nomes como Hilton, Marriot e até mesmo a plataforma Airbnb, descobrem novos meios de conquistar a confiança do consumidor, garantindo um ambiente seguro e higienizado.

Para a retomada das atividades, é fundamental que o setor esteja preparado para os hóspedes que agora exigem os mais altos níveis de higiene e saneamento, é o que defende a GlobalData, empresa líder em análise e dados.

GlobalData: análise

Ralph Hollister, analista de Viagens e Turismo da GlobalData, comenta: “Após o Covid-19, os consumidores provavelmente colocarão tanta importância nos padrões de higiene do hotel quanto no preço e localização. O medo de contrair o vírus continuará muito depois que a pandemia terminar. Devido à grande escala de muitos hotéis, eles naturalmente incentivam encontros de grandes quantidades de pessoas em espaços relativamente confinados. Os hóspedes ficarão muito conscientes desse fato quando os hotéis reabrirem".

Uma pesquisa realizada pela GlobalData, aponta que 85% dos participantes globais estão "extremamente" ou "bastante" preocupados com o surto global de Covid-19. Neste cenário, Hollister entende que: “Os hotéis precisam determinar um plano de ação para a limpeza profunda dos quartos de hotel, espaços para reuniões, secretárias, restaurantes, academias de ginástica e outras áreas públicas. É necessário implementar boas políticas de higiene em todos os setores, como a implementação de estações de desinfetante para as mãos em locais convenientes e a garantia de limpeza frequente de áreas de alto contato".

O analista ainda explica que “podem ocorrer problemas para empresas multinacionais de hotéis que franquiam um grande número de hotéis. Se o suporte e o treinamento contínuos aos franqueados não forem regulares e concisos para ajudá-los a entender completamente os novos protocolos e operações de higiene, os padrões poderão variar entre os hotéis, o que criará um impacto negativo na imagem da empresa ".

(*) Crédito da foto: Paula Oliveira/Unsplash

Comentários