Hilton Hotels & Resorts anuncia atualização dos compromissos socioambientais

Com atuação global, a Hilton Hotels & Resorts anunciou essa semana novos compromissos socioambientais. A rede americana confirmou que pretende reduzir a emissão de gases poluentes pela metade até 2030. Em paralelo, prometeu dobrar o investimento social no mesmo período.

A empresa também anunciou outras metas ousadas. Entre eles, dobrar o valor gasto com pequenos fornecedores locais e o investimento em programas voltados para mulheres e jovens em todo o mundo. Os compromissos integram a estratégia de responsabilidade corporativa da Hilton, chamada Travel with Propose. O objetivo é ir além da Agenda de Desenvolvimento Sustentável até 2030, das Nações Unidas.

A rede americana pode ser considerada um exemplo socioambiental. Desde 2008, a Hilton reduziu as emissões de carbono e resíduos em 30%. Já o consumo de energia e de água recuou 20%, economizando mais de US$ 1 bilhão no período.

"Por quase 100 anos, a Hilton se guiou pela missão de causar um impacto positivo nas comunidades ao redor dos nossos hotéis", disse Christopher Nassetta, presidente da Hilton Hotels & Resorts. “Agora, estamos assumindo um papel de liderança para garantir que os destinos onde os viajantes trabalham, relaxam e exploram sejam vibrantes para as gerações futuras”, completa.

Hilton - Conrad Maldives DhoniConrad Maldives é um case de sucesso da Hilton

Hilton: mais metas

Entre os novos objetivos traçados pela empresa até 2030, pode-se destacar: 

Reduzir as emissões de carbono em 61%, de acordo com o Acordo Climático de Paris.
Reduzir o consumo de água e de resíduos em 50%.
Remover canudos de plástico das propriedades gerenciadas pela empresa.
Buscar fontes sustentáveis de carne, aves, frutos do mar e algodão.
Contribuir com 10 milhões de horas de voluntariado com sua equipe de colaboradores.
Dobrar o apoio monetário para esforços de socorro a desastres naturais.
Maior esforço em direitos humanos na cadeia de valor da Hilton para erradicar o trabalho escravo e o tráfico de pessoas.

No vídeo abaixo (em inglês) você tem uma visão mais ampla do programa e suas metas:

Pesquisa baliza metas

As metas traçadas pela rede americana não saíram no nada. Elas foram baseadas em uma pesquisa conduzida com 72 mil hóspedes da Hilton. Realizada em maio de 2018, o estudo perguntou aos viajantes se eles pesquisavam os esforços ambientais e sociais das redes hoteleiras. Entre os “achados” do levantamento estão algumas informações:

33% buscam ativamente essas informações antes da reserva. Destes, 60% realizam pesquisas mesmo que ela não esteja facilmente acessível.
44% abaixo dos 25 anos de idade procuram ativamente essas informações.
36% dos turistas de lazer buscam essas informações, em comparação com 29% dos viajantes de negócios.
Viajantes do sexo feminino (39%) são mais propensos a procurar essas informações antes da reserva do que os turistas masculinos (29%).

(*) Crédito da foto: Divulgação/Hilton Hotels & Resorts

Comentários