Hotéis Rio alinha com autoridades retomada em junho

hotéis rioSetor prevê perda de R$ 130 mi em abril

Na última quarta-feira (15), o Hotéis Rio realizou uma reunião online com autoridades do setor turístico carioca. A transmissão do Fórum Comercial contou com a participação de Otávio Leite, secretário de Estado de Turismo e de Paulo Jobim, secretário Municipal de Turismo. Durante o encontro virtual, o setor discutiu a retomada das atividades a partir de junho com foco no segundo semestre.

Apesar dos bons resultados nos primeiros meses do ano, a pandemia já causou muitos estragos no mercado carioca. Até o momento, pelo menos 60 hotéis suspenderam suas operações e a oferta de leitos caiu de 54 mil para 20 mil. O cenário é de ocupação inferior a 5% e previsão de perdas de R$ 130 milhões em abril.

Para esta retomada, a aposta do trade é no turismo doméstico, que deve ganhar força a partir do afrouxamento das medidas de isolamento. “O próximo trimestre será definitivo para a retomada. É esperada uma resposta mais rápida do turismo de lazer, em função de uma demanda reprimida imposta pela quarentena, mas não podemos perder o foco no segmento de negócios e companhias aéreas”, defende o presidente do Fórum, José Domingo Bouzon.

Leite destacou a importância da união e do diálogo entre os poderes público e privado para que este cenário da retomada possa ser desenhado com sucesso. E o secretário Paulo Jobim compartilhou o foco na agenda de captação de eventos.

Hotéis Rio: cenário atual

Para movimentar o setor e reduzir os danos, há um trabalho tanto no âmbito público, quanto privado. As secretarias estadual e municipal mapeiam os  eventos cancelados e adiados em cerca de 400 importantes cidades para atuar na candidatura do Rio de Janeiro para sediá-los. Além disso, o trade turístico carioca também trabalha em um planejamento de ações promocionais, que incluem a realização do Salão Estadual de Turismo e roadshows nos principais destinos emissores.

Assim como idealizado pelo MTur (Ministério do Turismo), o Hotéis Rio também colabora com campanhas que incentivam os hóspedes a remarcar ao invés de cancelar os agendamentos. A organização também analisa ações de incentivo ao turismo interno, a exemplo do bem-sucedido projeto Carioquinha.

(*) Crédito da foto: Daniel Serrani/Pixabay

 

Comentários