Hotel Villa Rossa investe em robô assistente de atendimento

 

hotel villa rossa- robôO mascote foi criado em parceria com a Tinbot

O Hotel Villa Rossa, localizado em São Roque (SP), vem investindo em melhorias desde 2017 que estão gerando bons resultados. No ano passado, o quadro de funcionários e de gestão foram reformulados e, desta vez, o empreendimento está investindo em inteligência artificial. Agora, o hotel conta com um robô assistente de atendimento na recepção que irá interagir com os hóspedes tirando dúvidas.

A novidade é uma parceria com a empresa Tinbot e atendente já está em plena operação. O robô atua dando informações como programação do dia, principais acontecimentos dentro da unidade, quais pontos podem ser explorados pelos clientes, menu do spa, qualidade da piscina aquecida, curiosidades sobre o Villa Rossa ou da região, pratos elaborados pelo chef entre outras. Além disso, hóspedes habitues têm reconhecimento facial e são chamados pelo nome. 

“O mascote do Villa sempre estará disposto a atender os hóspedes com cordialidade, gentileza e respostas bem-humoradas. Temos certeza que todos se divertirão com as interações feitas com o nosso mais novo assistente”, comenta Eduardo Santana, gerente geral da propriedade. “O objetivo é acoplar ainda mais tecnologia ao empreendimento, mas sem perder o calor humano pelo qual já somos reconhecidos no mercado hoteleiro”, destaca. 

O assistente ainda não tem nome, mas os clientes estão escolhendo dentre algumas opções como Tixo, VR, Atlântica (remetendo a área da Mata Atlântica onde o hotel está localizado) entre outras sugestões. 

Além do robô, o Vila Rossa investiu no retrofit do espaço de eventos, apartamentos e áreas sociais de todo o empreendimento. 

Hotel Villa Rossa: inteligência artificial em outros hotéis

Ver robôs trabalhando na hotelaria ainda é incomum, mas não é tão inovador assim. O chinês Flyzoo Hotel, unidade do Alibaba Group, é um prato cheio para quem gosta de tecnologia em meios de hospedagem. São diferentes projetos voltados ao setor dentro de uma mesma propriedade, como máquinas de autoatendimento no check-in no lugar de recepcionistas e robôs que realizam os serviços de de recolhimento de roupa suja e room service.

Com 290 quartos, o hotel cobra 1,390 yuans (R$ 775) em duas diárias. Sem revelar o número de colaboradores, o Flyzoo foi criado para reduzir ao máximo o contato humano. 

(*) Crédito da foto: Divulgação/Hotel Villa Rossa

Comentários