Iata: tráfego de passageiros global sobe em novembro

Iata - dados novembro de 2019À exceção da América Latina, todas as regiões tiveram alta na demanda

O tráfego de passageiros internacional segue em ritmo de crescimento estável. Dados da Iata (Associação Internacional de Transporte Aéreo) apontam que, em novembro, o indicador avançou 3,3% frente igual período de 2018. Segundo a entidade, o desempenho é semelhante ao de outubro e menor que a tendência de longo prazo.

Ainda segundo a associação, a oferta de assentos disponíveis aumentou 1,8% na mesma base de comparação. Com isso, a ocupação avançou 1,1 ponto percentual, de fechando o mês a 81,1%, recorde para o período. À exceção da América Latina, todas as regiões apresentaram aumento no volume de passageiros na comparação anual, disse a Iata.

“O resultado moderado de novembro é reflexo da influência contínua de fatores como desaceleração econômica, tensões geopolíticas e outros problemas, incluindo greves na Europa. A boa notícia é que houve avanço positivo nas negociações comerciais entre os Estados Unidos e a China, além de sinais de recuperação da confiança dos negócios, que podem ajudar a aumentar as viagens. Enquanto isso, o crescimento contínuo e modesto da capacidade ajuda a maximizar a eficiência dos ativos”, explica Alexandre de Juniac, CEO da Iata.

Iata: América Latina 

Os números na região apresentaram queda de 0,3% no transporte aéreo de passageiros em novembro frente igual mês do ano anterior. Com esse desempenho, o indicador segue o ritmo de declínio registrado em outubro. Outro indicador também apresentou queda: a oferta de assentos recuou 1,8%. A boa notícia veio com a taxa de ocupação, que  subiu 1,3 pontos percentuais, a 82,1%. Entre as razões para os resultados estão condições econômicas desfavoráveis e a agitação social em alguns países da região, afirma a Iata. 

(*) Crédito da capa: Lars_Nissen_Photoart/Pixabay

Comentários