Intercity Hotéis divulga números do exercício 2019

Intercity Hotéis - Alexandre GehlenPara 2020, Gehlen projeta alta da receita mais pautada na diária média

Depois de fechar 2018 com receita de R$ 299 milhões, a Intercity Hotéis divulgou hoje (21) números referentes ao exercício de 2019. A rede gaúcha fechou o ano com aumento de 17% na receita frente ao ano anterior. Em paralelo, a empresa abriu cinco unidades em São Paulo, Rio Grande do Sul, Paraíba e Santa Catarina. Para 2020, a expectativa é de alta ainda mais parruda no faturamento, somando R$ 415 milhões (+20%).

Outros indicadores também apresentaram bons resultados, informa a Intercity. Na mesma base de hotéis do exercício anterior (2018), o RevPar cresceu 12%. Já a diária média avançou 8%. “O resultado do RevPar ainda continua mais pautado na ocupação, mas gradualmente recuperamos o preço, em um movimento iniciado com mais força no final de 2018”, afirma Alexandre Gehlen, CEO da rede gaúcha.

“A inflação ‘comeu’ os resultados nos últimos quatro anos, e isso vale para a hotelaria como um todo, que não conseguia recuperar tarifa. Com isso, acho que o mercado acabou perdendo um pouco a referência do real valor do preço de um hotel. Gradualmente estamos recuperando a base tarifária. Por isso, em 2020, esperamos um crescimento mais pautado na diária média”, completa Gehlen.

Intercity Hotéis - resultados 2019_capaO Intercity Portofino Florianópolis entrou em operação em novembro

Intercity Hotéis: expansão

Em 2019, a empresa avançou no seu projeto de expansão. A Intercity aumentou em 10% a base de hotéis e em 12% o número de apartamentos. As unidades abertas foram: Intercity Itupeva (SP), Intercity São Leopoldo (RS) e Intercity Campina Grande (PB), Intercity Portofino Florianópolis e Intercity Paulista.

Neste ano, uma inauguração já aconteceu, do Intercity Anhembi, na capital paulista, e outra ocorre em breve, do Intercity Batel Curitiba. “Os últimos meses foram de muito trabalho para a equipe de desenvolvimento, com aberturas importantes. Agora, vamos dar uma acalmada para dar maior atenção à carteira atual, mas sempre avaliando novas oportunidades no mercado”, revela Gehlen.

“Estamos vivendo um novo patamar na política de juros e isso tem feito que sejamos sondados novamente para novos empreendimentos e menos para conversões”, revela o executivo, que ressalta uma mudança de perfil no investidor. “Há mais investidores institucionais nos consultando, como Family Offices. Ainda assim, acredito que continuará havendo uma composição com condo-hotéis para a expansão em new buildings”, acrescenta. 

Apesar da maior atenção às unidades do portfólio atual, a rede gaúcha não vai ficar parada em sua expansão. No pipeline estão previstos duas aberturas da marca Hi!, ambas em Santa Catarina. “Estamos na expectativa com a abertura do primeiro hi!, em Criciúma, no segundo semestre”, revela Marcelo Marinho, um dos diretores executivos da Intercity. A outra inauguração será em Chapecó.

“A hi! é uma bandeira própria da empresa, a primeira cheap and chic do Brasil, que alia design inovador e casual com tecnologia e eficiência operacional para o segmento econômico. Vemos uma ótima oportunidade para este produto, que atende às expectativas de um público que se identifica com esse lifestyle e ambientes mais despojados”, finaliza Marinho.  

(*) Crédito da capa: Divulgação/Intercity Hotéis

(**) Crédito da foto: Vinicius Medeiros/Hotelier News

(***) Crédito da foto: Divulgação/Intercity Hotéis

Comentários