Los Angeles detém maior pipeline nos EUA, aponta Lodging Econometrics

Lodging Econometrics - pipeline nos EUA_final de 2019_internaMemorial de 9/11: NY lidera entre as aberturas previstas neste ano

Com pipeline em viés de alta, a hotelaria americana deve manter o ritmo em 2021 e 2022. É o que prevê a LE (Lodging Econometrics) em seu último relatório referente a 2019. O número de projetos em desenvolvimento no país deve expandir 2,3% e 2,4%, respectivamente, informa a empresa. Los Angeles (com 168 hotéis e 28,5 mil quartos) lidera o país no quesito. 

Além da cidade californiana, outras praças importantes no país estão no top 5 de projetos aprovados nos EUA. São elas: Dallas (160 hotéis/19,7 mil quartos), Nova York (158/25,8 mil), Atlanta (143/19,6 mil) e Houston (136/14,1 mil). A LE destaca ainda que o total de projetos em construção no país atingiu recorde histórico, com 1.768 unidades (237,3 mil apartamentos).

Lodging Econometrics: aberturas este ano

Embora Los Angeles lidere entre as praças com projetos aprovados, outra cidade é protagonista entre os hotéis já em construção. Com 107 unidades (17,2 mil apartamentos), Nova York tem mais do que o dobro de propriedades já em desenvolvimento do segundo colocado. 

A lista continua com Dallas (47 propriedades/5.894 habitações), Los Angeles (46/7 mil), Atlanta (46/5,6 mil) e Nashville (37/6,3 mil). Juntas, essas cidades detêm 16% do pipeline atualmente em construção.

Já entre as praças com aberturas previstas para este ano, Nova York é de novo protagonista, como já tinha sido no último relatório. A cidade deve ter 66 inaugurações em 2020, com 8,4 mil apartamentos. O top 5 é completado por Dallas (34 hotéis/4 mil quartos) e Atlanta (27/3,2 mil), Houston (27/2,5 mil) e Nashville (23/3 mil).

(*) Crédito da capa: Chris Barbalis/Unsplash

(**) Crédito da foto: Axel Houmadi/Unsplash

Comentários