Mandarin Oriental deixa a operação em Las Vegas

Uma das 392 habitações do Mandarin Oriental Las Vegas

O Mandarin Oriental Hotel Group não irá mais operar sua unidade em Las Vegas, nos Estados Unidos. O edifício, que fica dentro do complexo CityCenter, e conta com 392 habitações não terá mais a logo do Mandarin Oriental. A rede deixa a operação a partir de 30 de agosto de 2018.

A rescisão é decorrente da venda do hotel pela CityCenter Holdings, uma joint venture entre a MGM Resorts e a Infinity World Development Corp. O Mandarin Oriental lançou a propriedade em 2009 e estabeleceu-a como líder de mercado na cidade. O hotel é uma das 13 únicas propriedades em todo o mundo que recebeu o Triple Forbes Five Star Award - três cinco estrelas para o hotel, o spa e restaurante de assinatura que recebeu por sete anos consecutivos.

O hotel foi projetado por arquitetos da Kohn Pedersen Fox, com interiores residenciais mistos projetados pelas empresas da Kay Lang & Associates e Page & Steele Interior Architects. O hotel recebeu uma certificação LEED Gold em 20 de novembro de 2009. No mês seguinte, o restaurante francês Twist foi inaugurado, marcando a estréia nos EUA do chef francês Pierre Gagnaire, de três estrelas Michelin.

"Atualmente, o Mandarin Oriental tem 16 projetos de hotéis em desenvolvimento e continua comprometido com o crescimento global de seu portfólio", declarou James Riley, executivo-chefe do grupo.

Em 2010, a reportagem do Hotelier News hospedou-se no hotel. Confira o In Loco que fizemos na ocasião.

* Crédito da foto: 

Comentários