Novo conselho de administração toma posse no Visite São Paulo

Visite São Paulo - Raul Sulzbacher novo conselhoSulzbacher (em primeiro plano) vai liderar conselho de administração

Em cerimônia encerrada há pouco (12), na sede da FecomercioSP, o novo conselho de administração do Visite São Paulo tomou posse. Na liderança do grupo está Raul Sulzbacher (da CDL Iguatemi), vice-presidente Financeiro na chapa anterior (biênio 2017-2018). Além da investidura dos executivos, a entidade anunciou parceria com a Abear (Associação Brasileira das Empresas Aéreas) para uma campanha de promoção do estado.

“A proposta da entidade é, a cada dois anos, estar sempre renovando os desafios. Mesmo com a mudança de gestão, prezamos pela continuidade, sem nunca alterar nosso DNA, que é captar eventos e promover o destino. Por isso, a chegada do Raul Sulzbacher, que vai contribuir muito com essa perenidade, ao mesmo tempo em que renova os pensamentos empresariais do Visite São Paulo”, comentou Toni Sando, que permanece como presidente executivo nessa gestão.

Ainda compõem o Conselho de Administração do Visite São Paulo Guilherme Paulus (1º vice-presidente/GJP Hotels & Resorts) e Juan Pablo Vera (vice-presidente Financeiro/R1 Soluções Audiovisuais). Os demais vice-presidentes conselheiros são Ana Luisa Cintra (Centro de Convenções Rebouças); Caio Calfat (Secovi-SP); Chieko Aoki (Blue Tree); Tarcísio Gargioni (Avianca Brasil); Patrick Medes (Accor); Raffaele Cecere (R1 Soluções Audiovisuais); e Rodrigo Cordeiro (MCI Group Brasil).  

Em seu discurso de posse, Sulzbacher – que é um dos fundadores do convention – destacou sua missão no cargo. “Entidade séria só sobrevive com inovação nos processos, nos serviços e na comunicação. E é isso que estamos fazendo ao longo de todos esses anos. Assumo com o objetivo de ampliar ainda mais as frentes de atuação da entidade para gerar mais negócios para os associados e o mercado”, disse. “O trabalho já começou e um bom exemplo é a campanha 'São Paulo - Una Ciudad del Mundo'. Apesar dos 35 anos da entidade, ainda há muito o que fazer pelo turismo de São Paulo”, completou.

Visite São Paulo - Toni Sando novo conselhoSando: turismo paulista terá agenda muito positiva nos próximos anos

Visite São Paulo e Abear

Ainda durante o evento, foi assinada uma parceria entre as duas entidades para promoção do estado. O acordo está ligado à contrapartida exigida pelo governo paulista em função da redução do ICMS de querosene, anunciado no início de fevereiro pela gestão Dória. No encontro, Eduardo Sanovicz, presidente da Abear, explicou melhor a ação conjunta.

“São Paulo é o maior estado do país, concentra 38% da aviação nacional. A Constituição de 1988 definiu que cada estado poderia estabelecer alíquotas de ICMS para produtos e serviços. Para querosene de aviação, definiu-se 25%, mas em um tempo em que viajar era para poucos. O mercado mudou muito, a aviação se democratizou, o tíquete médio caiu pela metade e o número de passageiros explodiu”, comentou Sanovics, para prosseguir:

“Então, não faz sentido ter uma alíquota tão alta, ainda mais se levarmos em consideração que nenhum país do mundo incide imposto estadual sobre querosene de aviação. Neste sentido, fizemos a demanda ao governador Dória, em conjunto com o secretário Vinicius Lummertz, que foi muito sensível à questão”, complementou.

Dessa forma, ficaram estabelecidas três contrapartidas para o mercado de aviação receber o benefício, que entra em vigor em 1º de junho:

1. criação de 418 novos voos semanais para 38 destinos nacionais em 21 estados.

2. criação de 72 voos semanais em seis destinos paulistas atualmente não atendidos com frequência regulares.

3. Criação de campanha de promoção e de marketing de São Paulo nos mercados doméstico e internacional ao longo de quatro anos.

“Os recursos para a campanha serão bancados pela aviação nacional”, acrescentou Sanovicz, que é membro do Conselho Consultivo do Visite São Paulo. “Para operar e conduzir a campanha, recomendamos ao governador que o Visite São Paulo recebesse e gerenciasse a verba, colocando a entidade no centro da maior campanha de promoção turística do país”, completou.

Pelo que foi apurado pela reportagem do Hotelier News, o volume de recursos previsto no projeto pode chegar a R$ 40 milhões. Desse montante, R$ 20 milhões seriam fruto da renúncia fiscal em favor das companhias aéreas, com o restante vindo das ações promocionais e de mídia das próprias empresas.

“A parceria com a Abear é fundamental, porque ela dá outro tom para a promoção de São Paulo no Brasil e no mercado internacional. Para fazer isso, precisávamos de recursos e, agora, estão aí. Então, trata-se de uma agenda muito positiva para o estado”, finalizou Sando.

(*) Crédito das fotos: Vinicius Medeiros/Hotelier News

Comentários