Oracle Hospitality faz aposta na América Latina e mira independentes

Oracle Hospitality - David MeltzerMeltzer: hotelaria quatro e cinco estrelas, além de midscale, é o foco na região

Com 2 mil hotéis na carteira de clientes latino-americana, a Oracle Hospitality aposta nos seus últimos lançamentos para expandir na região. A estratégia de crescimento na América Latina passa por oferecer a players locais, incluindo a hotelaria independente, tecnologia de ponta, a mesma utilizada pelas principais contas globais da empresa.

“Se analisarmos o que precisamos conquistar na região, há muitas oportunidades à frente. Atendemos redes globais, e muitas delas operam por aqui. Portanto, temos que garantir a elas o melhor serviço possível”, afirma David Meltzer, group vice-president Global Sales da Oracle Hospitality, em entrevista exclusiva ao Hotelier News.

“Ao mesmo tempo, há um mercado local com bastante potencial, e elas precisam de tecnologia de ponta. De forma geral, atender bem ao cliente é uma missão comum a toda hotelaria, mas cada marca faz isso a sua maneira. Com nossos produtos, queremos ser um facilitador nessa importante missão”, acrescenta Meltzer.
 
Em termos de segmentação de clientes, o executivo confirma que as atenções na região estão voltadas para a hotelaria de luxo e para hotéis midscale independentes. “Estamos estruturados para atender a esses segmentos, e não apenas no Brasil, mas também em toda América Latina”, assegura Meltzer.

Oracle Hospitality: oportunidades

O executivo esteve essa semana em São Paulo para visitar clientes e prospects em potencial, em mais um sinal de como a empresa aposta na região. Além da equipe de vendas no Brasil, capitaneada por Amy Secches, Meltzer esteve acompanhado por Gabriel Pestalardo, vice-president Hotel Sales para América Latina. Na agenda, por exemplo, esteve um encontro com a diretoria da AFPESP (Associação dos Funcionários Públicos do Estado de São Paulo), contrato recém-assinado pela empresa.

Oracle Hospitality - Gabriel PestalardoPestalardo: empresa vem investindo bastante na América Latina, incluindo data centers

“É um novo nicho para nós no Brasil. Entendemos que essas organizações querem dar a sua operação uma cara mais parecida ao modelo de negócios da hotelaria tradicional. Então, é natural que busquem ferramentas tecnológicas de ponta”, afirma Pestalardo, destacando que a AFPESP contratou um pacote completo de produtos, que inclui NetSuite (ERP de backoffice), Symphony Cloud (plataforma para PDV) e Opera (PMS).

“Com nossa tecnologia, ajudamos essas organizações a reduzir a complexidade da operação, facilitando ainda mais o trabalho do staff das unidades”, acrescenta Meltzer. “Em relação ao mercado brasileiro como um todo, há muitas possibilidades, como mostra esse contrato com a AFPESP. Vemos mudanças políticas acontecendo, há otimismo no ar, e nosso time está atuando para captar essas oportunidades”, completa.

Os dois executivos comentaram também sobre os investimentos realizados no país. “Ao mesmo tempo em que trazemos nosso mix completo de produtos para o país, estamos investindo na abertura de data centers. Com isso, pretendemos ofertar à hotelaria brasileira os mesmos equipamentos que as principais redes globais que atendemos utilizam, permitindo ao segmento competir em pé de igualdade”, finaliza Pestalardo.

(*) Crédito da capa: reprodução/Google Maps

(**) Crédito das fotos: Carlos Marques/AFPESP

Comentários