Oracle reúne hoteleiros cariocas para apresentar suas soluções

Evento Oracle no RioAmy abriu o evento apresentando as soluções da Oracle

A Oracle promoveu hoje (13) o segundo de uma série de eventos que está fazendo no país para apresentar suas soluções de hospitality – o primeiro foi no final do mês passado, em São Paulo. Dessa vez, a gigante de tecnologia reuniu hoteleiros cariocas no Hotel Hilton Rio de Janeiro, em Copacabana, para apresentar uma visão 360 graus dos seus produtos e serviços. Cerca de 30 executivos participaram do encontro, que se encerrou há pouco.

A programação foi dividida em três partes. Na abertura, Amy Secches, diretora de Vendas da Oracle Hospitality, fez uma breve explanação sobre as soluções que a empresa oferece para o mercado. Ela destacou que a companhia acompanha de perto a evolução do setor hoteleiro, ressaltando que, hoje, boa infraestrutura e excelência nos serviços são praticamente pré-requisitos básicos.

“A tecnologia influencia diretamente no crescimento dos negócios. Os ganhos são amplos e vão desde a fidelização do cliente à maximização da rentabilidade do empreendimento”, comentou. “Isso acontece porque, com a automatização de processos que nossas soluções oferecem, a equipe do hotel pode focar no melhor atendimento possível aos hóspedes”, completa.

Amy apresentou as soluções da empresa e destacou que o cliente não precisa contratá-las ao mesmo tempo. “Nossas soluções são para front e back office, planejamento estratégico, marketing, PDV e canal de reservas diretas. O cliente adquire nossas ferramentas a partir das suas necessidades”, esclareceu a executiva, destacando que muitos fornecedores de tecnologias para hotelaria integram o Oracle PartnerNetwork (OPN). “Isso garante uma rápida e eficiente integração de sistemas”, acrescentou.

Oracle: parada no Rio

Na sequência, Rodrigo Tricate, sócio e diretor da KPMG, compartilhou a estratégia criada em conjunto com a Oracle para o segmento hoteleiro. O executivo explicou que, para empreendimentos que fazem uso limitado de sistemas de gestão, uma curva de aprendizado se faz necessária até a plena utilização dessas tecnologias.

“Para alguns, essa jornada de transformação não é muito simples. Criamos um modelo de gestão unificado, focado na integração automatizada”, explicou Tricate. “Além disso, a equipe da Oracle acompanha, in loco ou remotamente, cada etapa de implementação, o que facilita todo esse processo de aprendizado”, disse.

A terceira parte foi apresentada por Daniel Pompeu, gerente geral do LSH Hotel. Localizado na Barra da Tijuca, zona Oeste do Rio, o empreendimento está em fase de implementação de algumas das tecnologias da Oracle. Na palestra, Pompeu explicou o porquê de ter optado pelas soluções da gigante americana e apontou os benefícios de suas ferramentas para o hotel.

“Tudo ainda está no começo, mas o trabalho é fantástico até aqui. As soluções da empresa são excelentes, mas são apenas ferramentas. Você precisa saber tirar o máximo delas”, destacou Pompeu. “Neste início de projeto, a equipe do hotel tem papel fundamental. É um trabalho feitos por várias mãos. Só assim é possível customizar de maneira correta o sistema para atender bem às demandas do hotel e cumprir os prazos de implantação”, complementou.

Evento Oracle - Daniel Pompeu, LSH HotelEm sua palestra, Pompeu destacou os prós e contras da tecnologia

Na avaliação de Pompeu, a tecnologia é fator crucial para que hotéis consigam atender bem aos clientes, que estão cada vez mais exigentes. “Na hotelaria de luxo, que é nosso caso, é preciso entregar valor ao cliente. A tecnologia nos ajuda muito nessa tarefa”, disse o executivo, que citou exemplos práticos.

“Com o sistema, guardo um histórico de cada hóspede: vou saber o aniversário da esposa dele, quanto ele calça e por aí vai. Então, quando ele voltar, posso deixar um bolo no quarto para quando vier comemorar o aniversário da esposa ou mesmo o chinelo no tamanho correto. Isso faz toda diferença. Essa personalização é vital na hotelaria de luxo, mas vale para qualquer segmento”, avalia.

Para finalizar, Pompeu elogiou o suporte ofertado pela Oracle. “Optamos por uma implantação on site. O olho no olho funciona melhor, na minha opinião. Funcionários da empresa estão aqui todos os dias, ensinando-nos tudo e tirando qualquer tipo de dúvida”, comenta. “Agora, é colocar a mão na massa e mostrar aos funcionários como o sistema será importante, quais as vantagens ele terá em seu dia a dia de trabalho. Essa etapa é cansativa, mas a curva de aprendizado é essencial para deixar tudo automático na cabeça de todo mundo”, finaliza.

Comentários