Para a WebSpot, TV on demand já é realidade nos hotéis

webspot- webcastWebcast leva tecnologia casting para UHs hoteleiras

Na última década, a democratização de conteúdo audiovisual ganhou novos patamares. Com a popularização da Smart TV, a programação antes exclusivamente voltada para web migrou para a televisão com o boom de plataformas streaming. Saindo da bolha da rede aberta e indo além das emissoras pagas, a mudança na relação de consumo entre os canais e telespectadores é um caminho sem volta. O on demand virou regra e a WebSpot está levando o conceito com mais força para a hotelaria.

Da mesma forma que a mídia impressa, editoras de livros e gravadoras precisaram se adaptar, os canais agora enfrentam concorrência pesada. Grandes produtoras de conteúdo streaming, como as gigantes Netflix e Spotify, redesenharam hábitos ditando tendências e utilizando novas formas de distribuição de entretenimento.

Segundo dados da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), em julho de 2019, o Brasil registrou cerca de 16 milhões de famílias com acesso a TV por assinatura, queda de 7,43% em relação a igual período do ano anterior. Já a Netflix encerrou 2019 ultrapassando a marca de 10 milhões de assinaturas. Em 2020, a plataforma apontou aumento de 2,9 milhões de usuários na América Latina.

Em artigo publicado pela Revista Istoé também em julho do ano passado, nove em cada 10 pessoas utilizam serviços de streaming no país. Segundo a pesquisa, 53% dos entrevistados fazem o uso das plataformas diariamente, sendo 94% assinantes da Netflix.

O segredo do sucesso? Inúmeros. A pluralidade de acesso, podendo este ser feito pelo computador, tablet, smartphones e Smart TV é um deles. A possibilidade de personalização e escolha do que o usuário deseja assistir é outro. Agora, com a tecnologia de casting, até mesmo televisores comuns podem reproduzir os conteúdos das plataformas.

Mesmo sendo a principal empresa de serviços on demand da atualidade, a Netflix ganhou concorrentes de peso como Amazon Prime, Disney+ e HBO GO. A aceitação do público em relação ao streaming foi tamanha que atingiu até canais abertos, a exemplo da Globo, que também passou a produzir conteúdos para o aplicativo GloboPlay.

WebSpot: demanda hoteleira

Elevar a experiência dos hóspedes é uma máxima constante na hotelaria. Se a proposta é promover uma entrega que faça o cliente se sentir em casa, a programação televisiva é parte fundamental nessa equação. Neste cenário, agradar a gregos e troianos é difícil, mas não completamente impossível.

Para oferecer uma maior variedade de canais, hoteleiros desembolsam quantias significativas todo mês em canais de TV pagos – algo equivalente a R$ 20 por UH. Não é à toa que muitos empreendimentos estão replicando os hábitos de consumo residencial como forma de reduzir custos e fidelizar clientes.

Com a chegada do casting, é possível reprozudir os conteúdos acessados em casa ou no smartphone nos quartos de hotel com poucos cliques. E o mais importante: sem a necessidade de trocar aparelhos comuns por Smart TVs, apenas utilizando a rede Wi Fi já instalada e garantindo a segurança dos dados de cada hóspede.

webspot- nataliaNatalia Secioso é gerente Comercial da WebSpot

Webcast

O fato é: o casting não foi pensado para atender a grandes demandas como a hoteleira, que pode chegar a ter mais de 100 aparelhos conectados na mesma rede. Desta forma, se um hóspede acessar uma conta de streaming, ele vai identificar todos os outros usuários, correndo o risco de ter seus dados violados e conteúdos de outras TVs migrados para sua UH. 

Em virtude desses problemas, a WebSpot lançou a ferramenta Webcast – chromecast que permite que o cliente se conecte apenas ao aparelho do seu quarto. Com conexão Wi Fi única feita por meio do nome e número da UH ou através do QR Code na tela, apenas a pessoa habilitada com aquele login e senha terão acesso aos conteúdos. Feito isso, basta logar na conta do próprio celular.

“Se o usuário entra via aplicativo da própria TV, ele precisará fazer o acesso da conta. Muitos hóspedes fazem o check-out e esquecem de deslogar, dando margem para que outras pessoas utilizem. Com o Webcast, não é necessário deixar nenhuma credencial na televisão do hotel”, explica Natalia Secioso, gerente Comercial da WebSpot. “Todo o acesso será feito pelo celular do cliente”.

Lançado oficialmente em abril, a tecnologia é facilmente encontrada em empreendimentos fora do país. Desenvolvido pela equipe da WebSpot, além de proporcionar a segurança de dados, também é uma solução de redução de custos. Lembra aqueles R$ 20 por UH de TV paga? Com a implementação do chromecast, o valor chega a cair 20%, dependendo do tamanho de cada hotel e da quantidade de canais por pacote.

“É algo que agrega valor ao empreendimento. Os hotéis que aderirem saem na frente. O cliente sabe que terá esse conforto de assistir seus programas mesmo quando não está em casa, o que aumenta o poder de fidelização e eleva a experiência”, destaca Natalia.

Em tempos onde o touchless é valorizado, o Webcast ainda permite que o hóspede tenha menos contato com as superfícies da UH. “Redução de custos são importantes diante do cenário atual do mercado. Com o casting, os hotéis não precisam trocar seus aparelhos por Smart TV ou aumentar a capacidade do Wi Fi. Antecipamos a venda do produto, pois com a pandemia, os hábitos de consumo se consolidaram ainda mais”, salienta.

Há 10 anos no mercado, a WebSpot oferece soluções voltadas para diferentes momentos da hospedagem como web check-in, conectividade, TV e governança. Além do Webcast, em breve a empresa lançará outra novidade, o MyGuest, plataforma que fornecerá acesso às informações do hotel via QR Code, como menu, programação entre outros. Em sua carteira de clientes estão nomes como Bourbon Hotéis & Resorts, Samba Hotéis, Nord Hotéis e Arena Hotéis.

Para entrar em contato com a WebSpot, basta enviar um email para comercial@webspot.com.br ou ligue no 0800 591 3004. 

(*) Crédito da capa: CardMapr/Unsplash

(**) Crédito da foto: Divulgação/Webspot

Comentários