STR: região Ásia-Pacífico mantém tendência de queda em outubro

STR - resultados Ásia-Pacífico_TóquioMundial de Rugby turbinou a diária média e o RevPar da capital japonesa

Após fechar o terceiro trimestre em queda, a hotelaria da região Ásia-Pacifico manteve a tendência em outubro. Segundo dados da STR, os hotéis locais encerraram o mês com recuo nos três principais indicadores do setor. Ainda assim, em meio a um cenário negativo, Tóquio registrou boa performance. Já Phuket, na Tailândia, não teve a mesma sorte, apesar da boa ocupação.

Sempre na comparação anual, a ocupação dos hotéis da região recuou 0,9% em outubro, fechando o mês a 71%. Já a diária média caiu 2,4%, para US$ 100,25, o que empurrou ainda mais para baixo o RevPar. Com isso, o indicador cedeu 3,4%, para US$ 71,16.

STR:  Phuket e Tóquio

O conhecido destino de lazer tailandês viu diferentes fatores afetarem seu desempenho em outubro. Segundo a STR, o segmento de grupos apresentou expansão de 40,3% no mês, o que se refletiu na ocupação, que avançou 5,5% (para 65,6%). A valorização da moeda local (bath) frente ao dólar, por sua vez, afetou a diária média, que caiu 5,5% (para 2.813,53 baths). Já o RevPar, salvo pela alta na demanda (room nights vendidos), recuou 0,3% (para 1.846,25 baths).

Em função da alta de 6,9% na oferta (inventário disponível), que superou a demanda (+4%), a ocupação em Tóquio caiu 2,8% (para 87,9%) em outubro. Apesar do tropeço no indicador, a hotelaria da capital japonesa não pode reclamar. 

Com a Copa do Mundo de Rugby, a cidade viu a diária média – e consequentemente o RevPar (+44,3%) – subir 46,7% durante as fases finais da competição, realizada a partir de 19 de outubro. No acumulado do mês, os dois índices avançaram 19,5% (para 23.663,64 ienes) e 16,2% (para 20.808,51 ienes), respectivamente.

(*) Crédito da capa: Andrzej Suwara/Unsplash

(**) Crédito da foto: Alexander Schimmeck/ Unsplash

Comentários