Surge uma gigante no setor de resort cassino

Cassinos - transação Eldorado e Caesar

Eldorado Resorts e Caesars Entertainment Corporation anunciaram hoje (24) acordo que cria uma das maiores empresas de resorts cassino do mundo. A fusão entre as duas companhias formará uma gigante com 60 empreendimentos dentro e fora Estados Unidos. A Eldorado pagará US$ 8,5 bilhões (dinheiro mais ações) pela Caesars, marca que continuará existindo. As informações foram originalmente divulgadas pela Reuters.

A expectativa é que o negócio seja definitivamente sacramentado no primeiro semestre de 2020. Pelo acordo divulgado hoje, acionistas da Eldorado e da Caesars deterão 51% e 49% das ações da nova companhia, respectivamente. Além disso, a nova gigante deverá vender parte dos seus ativos para a VICI Properties, colocando US$ 3,2 bilhões no caixa. Outra meta é economizar US$ 500 milhões no primeiro ano de operação.

A VICI vai adquirir o Harrah's Resort Atlantic City, o Harrah's Laughlin Hotel & Casino e o Harrah’s New Orleans Hotel & Casino. O valor aproximado do negócio gira em torno de US$ 1,8 bilhão. As propriedades serão posteriormente alugadas pela nova companhia, com um aluguel anual inicial de aproximadamente US$ 154 milhões.

No ano passado, a Caesars havia divulgado o lançamento de um mega projeto em Las Vegas. Ao custo de US$ 375 milhões, a companhia vai construir Caesars Forum, centro de convenções de 50 mil metros quadrados (m²). Será a primeira instalação desse tamanho construída em apenas um pavimento. Além disso, o complexo contará com os dois maiores ballrooms sem pilares do mundo, com uma área equivalentes a vinte e sete quadras de tênis.

Cassinos em alta

O anúncio acontece três meses depois da Caesars concordar em dar ao investidor Carl Icahn três assentos no conselho de administração. O bilionário, que detinha 14,75% da empresa, já vinha pressionando pela venda nos últimos tempos. Só neste ano, as ações da Caesars cresceram 47% na Bolsa de Valores de Nova York.

Já a Eldorado fez uma série de aquisições nos últimos anos. Entre eles, destaque para a compra do Tropicana Entertainment por US$ 1,85 bilhão, em negócios que teve aporte de recursos de Icahn. Outra transação que chamou atenção envolveu o Casinos Isle of Capri, em 2017, ao custo de US$ 1,7 bilhão.

“Este anúncio culmina uma avaliação completa feita pelo Conselho de Administração da Caesars. Concluímos que a combinação dessas duas empresas criaria uma entidade ainda mais forte”, afirma Jim Hunt, chairman do Caesars. “Juntos, teremos um conjunto extremamente poderoso de marcas icônicas dos segmentos de cassinos e de entretenimento, bem como valiosas alianças estratégicas com líderes do setor de jogos e de apostas online”, acrescenta Tom Reeg, CEO da Eldorado.

(*) Crédito da capa: stokpic/Pixabay

(**) Crédito da foto: John Locher/Associated Press

Comentários