Wyndham Gramado reabre amanhã (14)

 Wyndham Gramado Com rigoroso protocolo de higiene e segurança, empreendimento reabre após 52 dias

O setor hoteleiro de Gramado (RS) retomou suas atividades na última sexta-feira (8), após ser intensamente afetado pela pandemia. Fechado desde o dia 23 de março, o Wyndham Gramado Termas Resort & Spa reabre amanhã (14), seguindo as orientações das autoridades de saúde no combate à disseminação do coronavírus.

“Fechamos o hotel temporariamente para que pudéssemos preservar a saúde de nossos colaboradores e hóspedes, além de preparar nossa estrutura e equipe para a reabertura. Neste período, realizamos treinamentos e estabelecemos protocolos que reforçam ainda mais os cuidados com a higiene e procedimentos de segurança”, relata Marc Balanger gerente geral do hotel.

Live: medidas preventivas

A unidade adotou medidas preventivas apresentadas no Manual de Recomendações Operacionais, desenvolvido pela equipe corporativa da Wyndham Hotels & Resorts. Entre os processos do protocolo estão: ampliação da limpeza nas áreas do hotel e a ventilação dos espaços, limpeza e ocupação de quartos somente após 72 horas do último check-in, uso de apenas um passageiro ou membros de uma família por vez no acesso aos elevadores, bem como a limpeza constante dos mesmos. 

“A utilização de máscaras para hóspedes e funcionários dentro do hotel será obrigatória. Além disso, manteremos todas as áreas de lazer fechadas, atendendo assim ao decreto da prefeitura de Gramado. Este fechamento inclui espaços coletivos de áreas sociais, de lazer e de conveniência, como piscinas, jacuzzis, academia, sauna, brinquedoteca, sala de jogos, de cinema e de eventos, cyber zone e outros”, explica Balanger. Segundo ele, o Wyndham Gramado terá termômetros digitais na entrada do hotel, para aferição de temperatura dos hóspedes, além de antissépticos no balcão da recepção e na entrada dos elevadores.

Também foram colocadas fitas de marcação no chão, de modo a garantir distanciamento de no mínimo dois metros entre as pessoas na recepção, para evitar aglomerações. E o restaurante do hotel atenderá com no máximo 50% da sua capacidade. “Estamos orientando todos que nos procuram para ficarem atentos a sintomas como tosse, febre, dor no corpo ou cansaço. Neste caso, aconselhamos que adiem a viagem e que fiquem em casa. Saúde em primeiro lugar, sempre”, ressalta o gerente.

(*) Crédito da foto: arquivo HN

 

Comentários