';
Caesar Business Belvedere - muda público_suíte master

"Bem-vindos ao nosso novo portal! "

Peter Kutuchian
Founder & CEO
Cursos
icone de um computador com um LMS (learn management system)
Confira nossos cursos

Pandemia muda clientela do Caesar Business Belvedere

Por Redação 23 de outubro de 2020

Fazer do limão uma limonada. Neste início de retomada, o jargão nunca foi tão atual na hotelaria. E é exatamente o que vem buscando o Caesar Business Belvedere. Voltado para o corporativo, o hotel da Accor em Belo Horizonte vê com bons olhos uma demanda de lazer ser protagonista. E, como em outros praças no país, a procura é principalmente regional.

As mudanças, contudo, não terminam aí. Cássio Amadigi, gerente Comercial do Caesar Business Belvedere, conta que a demanda pelas suítes mais caras aumentou 30%. “O perfil de quem busca por esse serviço é quem quer algo exclusivo, normalmente os casais e namorados que desejam passar o final de semana a dois”, explica.

“Esses hóspedes querem se presentear com momentos inesquecíveis para fugir da rotina após meses de isolamento. Na maioria das vezes, ficam dentro do hotel todo o período da estadia”, acrescenta Amadigi. Ele revela que, em alguns finais de semana, há até fila de espera pelas suítes mais exclusivas da unidade da Accor na capital mineira.

“A Suíte Executiva é o símbolo dessa sofisticação. Com uma vista de tirar o fôlego e panorâmica de toda a cidade, é possível avistar belas montanhas em contraste com a capital e pontos turísticos, como o Mineirão”, diz. “Os clientes estão em busca de experiências prazerosas e a suíte Delux é bastante singular e possui o clima ideal para momentos a dois”, completa.,

Caesar Business Belvedere: demanda regional

Ainda na luta por uma recuperação mais robusta, o hotel mineiro vê o público local comandar a demanda no início de retomada. “Agora eles querem destinos próximos e viagens mais curtas de carro com percurso até 500 km”, afirma Francely Lopes, gerente geral do Caesar Business. A executiva também destaca outra mudança no comportamento do consumidor, dessa vez no book window.

“Se antes as pessoas reservavam um quarto com semanas ou meses de antecedência, agora elas estão procurando os hotéis, em média, 48h antes do dia desejado”, afirma a profissional. “Todas essas mudanças refletem no mercado hoteleiro e sinalizam ações para a retomada e crescimento do setor, um dos mais afetados pela pandemia”, finaliza Francely

(*) Crédito da foto: Divulgação/Caesar Business Belvedere