';

"Bem-vindos ao nosso novo portal! "

Peter Kutuchian
Founder & CEO
Cursos
icone de um computador com um LMS (learn management system)
Confira nossos cursos

São Paulo decreta estado de emergência

Por Redação 17 de março de 2020

Matéria atualizada às 10h55, de 17/03/2020*

São Paulo - prefeito Bruno CovasCovas já havia determinado a paralisação do rodízio de veículos na cidade 

O prefeito Bruno Covas decretou hoje (17) estado de emergência em São Paulo. O decreto confirmando a medida já foi publicado no Diário Oficial. A escalada no número de casos de coronavírus na cidade e também no estado de São Paulo levou à decisão. Ontem (16), Wilson Witzel, governador do Rio de Janeiro, já havia feito a mesma coisa.

Segundo a Secretária Estadual de Saúde, o estado de São Paulo tinha 152 casos confirmados da doença até ontem, com mais 1.777 ocorrências suspeitas. Também hoje, São Paulo registrou a primeira morte em decorrência da doença. Segundo a secretaria, trata-se de um homem de 62 anos. Mais detalhes serão divulgados em breve. "Todos os dias os casos de coronavírus crescem de 40 a 50% aqui na cidade de São Paulo e isso nos leva a tomar mais medidas para conter a epidemia”, justificou Covas, em coletiva realizada hoje.

Covas estimou que a prefeitura deve deixar de arrecadar R$ 1,5 bilhão em impostos este ano em função da pandemia. “Nós já trabalhos com uma possível retração de menos 1% no PIB (Produto Interno Bruto) para 2020, que vai impactar os cofres da cidade de São Paulo", explicou.

São Paulo toma medidas

Pelo texto do decreto, a prefeitura de São Paulo poderá requisitar bens e serviços de pessoas físicas e jurídicas, com pagamento de indenização posterior. Autorização de dispensa de licitação para aquisição de bens e serviços destinados ao enfrentamento da emergência também está entre ações determinadas no documento.

Ontem, a prefeitura suspendeu o rodízio de veículos a partir hoje, por tempo indeterminado. Além disso, Covas disse que todos os eventos privados que precisam de alvará estão suspensos na cidade. Como mostramos em reportagem anterior, a hotelaria paulista vem sentindo os efeitos, com muitos cancelamentos e adiamentos no segmento Mice.

(*) Crédito da capa: Vinicius Medeiros/Hotelier News

(**) Crédito da foto: Rovena Rosa/Agência Brasil​