';
selina - unidade copacabana

"Bem-vindos ao nosso novo portal! "

Peter Kutuchian
Founder & CEO
Cursos
icone de um computador com um LMS (learn management system)
Confira nossos cursos

Selina aumenta sua oferta no Rio com unidade em Copacabana

Por Nayara Matteis 15 de outubro de 2020

O Selina volta ao seu ponto de partida no Brasil para expandir sua oferta no país. A rede, que teve sua estreia no Rio de Janeiro com o Selina Lapa Rio, anuncia mais um empreendimento na Cidade Maravilhosa, desta vez no icônico bairro de Copacabana. A unidade iniciará suas operações em 10 dezembro, com foco na alta temporada.

Em janeiro deste ano, a empresa abriu as portas de uma propriedade em Paraty (RJ), e ao final do ano passado começou a operar dois empreendimentos na capital paulista, um no centro e outro na Vila Madalena. O novo membro do portfólio terá localização privilegiada, de frente para a praia na Avenida Atlântica e próximo a outros pontos turísticos como a Praia de Ipanema, Lagoa Rodrigo de Freitas, Forte de Copacabana e Pão de Açúcar.

Seguindo o perfil Selina de design inspirados em temas relacionados à cultura carioca, o hotel contará com 116 UHs de diferentes categorias: dormitórios compartilhados (com 4, 6, 8 e 10 leitos); híbridos (até 4 pessoas – uma cama de casal ou 2 solteiro + 1 beliche), quartos micros (quarto privativo, banheiro compartilhado); quartos standard, suítes e loft. O espaço de coworking contará com 12 posições em open space e sala de reunião privativa para seis pessoas. O restaurante será no último andar e proporcionará ao visitante uma vista de 180 graus da praia.

Selina: mobilidade urbana

Um dos diferenciais da unidade será o compartilhamento de scooters LEO, via plataforma B2B de prestadores de serviços turísticos e elevando a experiência do hóspede. “Percebemos que o transporte verde e ao ar livre substituirá as opções de mobilidade tradicionais como ônibus, carros, trens. Sabemos que muitos viajantes, ainda mais depois desta pandemia, têm orçamentos mais apertados e, às vezes, alugar um carro não é uma opção. Nas grandes cidades, as pessoas ficam menos entusiasmadas com o transporte tradicional. Por isso, scooters elétricos estarão disponíveis para os hóspedes de Selina”, disse Rafael Museri, co-fundador e CEO da rede.

O Selina planeja introduzir scooters LEO em todas as suas localidades nos próximos dois anos. Em Israel, México e Brasil, elas estarão disponíveis até o final do ano. “Assim como a economia compartilhada conseguiu interromper indústrias entrincheiradas em todo o mundo, a micro-mobilidade representa outra área notável para a expansão desses serviços; combinando-a com a hospitalidade, você terá possibilidades infinitas”, afirma Kfir Ben Shooshan, co-fundador da LEO.

(*) Crédito da foto: Divulgação/Selina