';
Alexandre Marcilio - tres perguntas para

"Novas fases, muitas mudanças e novidades para vocês!"

Vinicius Medeiros
Editor-Chefe
Cursos
icone de um computador com um LMS (learn management system)
Confira nossos cursos

Três perguntas para: Alexandre Marcilio

Por Nayara Matteis 16 de setembro de 2020

Como um bom paulistano, Alexandre Marcilio é amante da gastronomia em todas as suas nuances. Frequentador assíduo dos restaurantes da capital paulista, o executivo está à frente de um ambicioso projeto que promete movimentar ainda mais o turismo de negócios em São Paulo.

Diretor geral do Transamerica São Paulo e Transamerica Expo Center, o profissional também é responsável pelo departamento de Vendas, Operações e Marketing. Com a união dos empreendimentos na construção de um mega complexo de eventos com oferta de hospedagem, a região formada pelas unidades se tornará um importantíssimo polo do segmento Mice, contemplando uma área de 43 mil metros quadrados.

E não foi à toa que ele foi o encarregado de tocar um projeto tão promissor. Marcilio acumula 30 anos de experiência no mercado hoteleiro e de eventos, tendo participação em importantes momentos da THG, como a implantação do Transamerica Salvador Morro do Conselho e do Transamerica Resort Comandatuba. O diretor ainda implantou o Centro de Convenções Sul América, no Rio de Janeiro e, mais tarde, assumiu o Transamerica Expo Center.

Marca consolidada no mercado, para a retomada da rede, ele afirma que a THG vem trabalhando no desenvolvimento de produtos, além de investir em campanhas e promoções voltadas aos principais parceiros da empresa.

Três perguntas para: Alexandre Marcilio

Hotelier News: Os hotéis da THG estão em fase de reabertura integral, como estão as ações de vendas? Quais estratégias a rede vem adotando?

Alexandre Marcilio: O mercado hoteleiro foi um dos mais afetados pela pandemia e esperamos que a retomada tenha uma rápida resposta. Por isso, estamos criando uma série de novos produtos para atrair vendas e oferecer novas comodidades para nossos clientes. Nessa linha criamos, por exemplo, tarifas especiais para mensalistas, promoções para os nossos principais parceiros e prorrogação de tarifários. Também investimos em um novo site, mais atraente, dinâmico e funcional. Com ele esperamos reter mais conversões diretas e possibilitar uma análise de dados dos viajantes mais completa.

HN: O corporativo ainda é uma incógnita em muitas praças. De que forma a marca busca atrair empresas e fazer o segmento voltar a girar?

AM: Somos uma marca já consolidada com o público corporativo e contamos com a confiança do mercado para a retomada. Acreditamos que nossos protocolos de segurança, de acordo com os padrões mais elevados de qualidade, e nossas políticas comerciais competitivas poderão ser grandes atrativos para as empresas neste momento. Em adição, lançaremos novos produtos para eventos e para o turismo corporativo em específico.

HN: Como diretor Geral, o que você acredita que a THG absorveu da crise? Qual será o legado da pandemia?

AM: Aprendemos muito com a crise. Através dela pudemos perceber novas demandas do mercado e nos reinventamos a partir delas. As medidas sanitárias rigorosas e a digitalização dos nossos processos serão ensinamentos que permanecerão conosco mesmo após todo este momento.

(*) Crédito da foto: Divulgação/THG