';
samir miguel - tres perguntas

"Novas fases, muitas mudanças e novidades para vocês!"

Vinicius Medeiros
Editor-Chefe
Cursos
icone de um computador com um LMS (learn management system)
Confira nossos cursos

Três perguntas para: Samir Miguel

Por Nayara Matteis 19 de outubro de 2020

Na badalada Jurerê Internacional, o Jurerê Beach Village viu sua retomada acontecer de forma tímida, devido às restrições de acesso às praias. Para rebater os empecilhos, o resort vem apostando em eventos e entretenimento seguro para os hóspedes. Gerente geral do empreendimento, Samir Miguel conta quais as perspectivas para o fechamento de 2020 e os planos de penetração em ações sociais e corporativas.

Apesar dos desafios impostos por decretos municipais, o empreendimento administrado pelo Grupo Jurerê Internacional já vislumbra bons resultados, muitos deles frutos de iniciativas como o desfile da marca Lez a Lez. “Considerando que a evolução das condições permaneçam favoráveis para os próximos meses, estamos certos de que serão revertidos os resultados negativos acumulados durante a pandemia e finalizaremos o exercício de 2020 entregando um resultado positivo”, prevê.

Catarinense de 61 anos e com 30 anos de experiência no mercado hoteleiro, Samir Miguel destaca também a atuação do time comercial na retomada e parcerias com negócios vizinhos ao resort para elevar as ocupações. “Já estamos fechando novas parcerias com outras marcas, principalmente que têm lojas no Jurerê Open Shopping, aqui em Jurerê Internacional”.

Casado e pai de dois filhos, o gerente atua como administrador desde 1995, acumulando passagens em marcas nacionais, internacionais e hotelaria independente, seja no segmento executivo ou empreendimentos boutique voltados para o público de lazer.

Três perguntas para: Samir Miguel

Hotelier News: A crise gerada pela pandemia afetou com força o caixa dos hotéis. Com a demanda retornando aos poucos, qual a perspectiva do Jurerê Beach Village para atingir o breakeven?

Samir Miguel: O hotel se manteve inoperante de meados de março a julho. Com as restrições legais estabelecidas, principalmente a proibição de acesso às praias, nosso atrativo mais impactante, tivemos uma retomada em ritmo muito lento, até setembro. Com a flexibilização de algumas destas restrições e a melhoria das condições sanitárias da região, em outubro, registramos um aumento expressivo na procura pelo empreendimento e um resultado muito próximo ao breakeven mensal já neste mês. Considerando que a evolução das condições permaneçam favoráveis para os próximos meses, estamos certos de que serão revertidos os resultados negativos acumulados durante a pandemia e finalizaremos o exercício de 2020 entregando um resultado positivo, mesmo que modesto, aos investidores.

HN: O hotel recebeu um desfile no mês de setembro e, em outra entrevista, você afirmou que a propriedade foi para a prateleira para promover esse tipo de evento. Como estão as expectativas para penetrar ainda mais esse nicho? Que tipo de divulgação a equipe comercial vem desenvolvendo?

SM: Sim, um dos principais focos do Jurerê Beach Village também é o mercado de eventos, tanto corporativo como privado. Sempre fomos referência nisso e agora neste novo momento estamos adaptando esses eventos a novos formatos como ocorreu com o desfile da Lez a Lez, em que os hóspedes apreciaram tudo no conforto de suas sacadas e ainda com vista para o mar. Já estamos fechando novas parcerias com outras marcas, principalmente que têm lojas no Jurerê Open Shopping, aqui em Jurerê Internacional. Elas entendem que o hotel tem uma associação muito grande com o que elas oferecem, que é criar experiências exclusivas e atraentes para os clientes, além de agregar bons ares às marcas trazendo ainda mais simplicidade, alegria e inspiração de praia com o calor da familiaridade e nossa hospitalidade. Sem falar na segurança que estamos sempre priorizando nas nossas atividades. Durante este período, também foram implementados outros projetos que possibilitassem novos “usos” da estrutura do hotel, como mini wedding e pacote Hotel office. Outro evento que abraçamos recentemente é o Floripa Foil Festival – de Kite Surf -que coloca seus competidores no mar de Jurerê, em frente ao hotel. Você pode assistir as baterias literalmente no conforto das sacadas. Os eventos híbridos são os que mais apostamos, compartilhados online e em tempo real, possibilitam que a festa continue. Nossa equipe está equipada com toda a infraestrutura necessária para estes compartilhamentos, os eventos têm direito a utilização do studio que montamos para amparar tais captações.

HN: Quais os planos tarifários para 2021? O mercado de Jurerê Internacional sofreu retração de valores?

SM: Houve redução de tarifas na retomada das operações, momento em que o mercado estava se reposicionando e “medindo a febre” da procura por viagens de lazer. Como previsto, o turismo regional se transformou no mais forte vetor de negócios e com demanda aquecida os preços se adequaram. Registramos, a partir de outubro, o mesmo patamar de tarifas de 2019 em dias de semana e com incremento nos finais de semana. As estratégias de comunicação e relacionamento desenvolvidas no período permitiram uma melhor performance da rentabilidade, haja vista que mais de 50% das nossas vendas tem sido efetuadas por canais diretos – Central de Reservas e site. Para 2021 prevemos que haverá uma demanda interna grande, pois com a alta do dólar/euro, as viagens internacionais não acontecerão com a mesma intensidade do período pré-covid. Estima-se uma pequena elevação no valor das diárias de modo a acomodar os reajustes percebidos em uma série de insumos. Assim, nossa proposta não é aumentar preços, mas sim ajustar valores de modo a recompor padrão de lucratividade. Porém, como atuamos fortemente com estratégias tarifárias, é a demanda que irá definir os preços a serem praticados, principalmente na alta temporada com as viagens a lazer.

(*) Crédito da foto: Divulgação/Jurerê Beach Village