';

"Novas fases, muitas mudanças e novidades para vocês!"

Vinicius Medeiros
Editor-Chefe
Cursos
icone de um computador com um LMS (learn management system)
Confira nossos cursos

VisitNow planeja retomada e, no longo prazo, aposta no novo normal

Por Vinicius Medeiros 23 de junho de 2020

VisitNow - plano de retomada_Bruno GuimaraesGuimarães: tráfego do site retoma após cair 95% durante o pico da pandemia

Para uma startup praticamente recém-lançada, a epidemia não poderia vir em pior momento. O trabalho de branding e de geração de tráfego perdeu boa parte do que havia conquistado, mas crises sempre trazem oportunidades. Novos nichos podem ser explorados e, para empresas iniciantes, a demanda menor permite ajustar a operação de uma forma que, em condições normais, não seria possível. Pois é exatamente este o estágio atual da VisitNow.

Em contato com o Hotelier News, Bruno Guimarães, CEO da plataforma de reservas last minute, conta que o tráfego do site caiu 95% durante o período de pico da pandemia. “Agora está retomando, mas lentamente, ainda 10% do que registrávamos no nosso período de máxima nos acessos”, revela o executivo. “O volume de procura do nosso call center também ficou praticamente parado”, completa.

Diante da baixa demanda, a solução encontrada por Guimarães foi segmentar. E, em meio a uma grave pandemia, o público-alvo era até bastante óbvio, apesar das grandes incertezas que ainda existem no mercado. “Focamos nos profissionais de saúde e, juntamente com hotéis parceiros, conseguimos tarifas com excelente desconto, além de gratuidades. Movimentamos 600 noites desde abril, a maioria em São Paulo, mas houve demanda em todo o país”, revela.

Os resultados fizeram a VisitNow perceber que, em paralelo à estratégia de lançamento traçada para a plataforma, apostar em segmentação pode ser uma boa alternativa. “Uma aposta é o setor de casamentos, algo que já vínhamos fazendo com landing page específica. Vimos que podemos estender isso para outros mercados também”, comenta Guimarães. “E auxilia também em nossa estratégia de branding”, completa.

Visit Now e a retomada

No curto prazo o impacto foi grande, mas no médio e longo Guimarães acredita que a pandemia traz benefícios. “O desafio é se manter até lá”, reconhece o CEO da VisitNow, que tem cerca de 3 mil hotéis na base. “O novo normal vai provocar muitas mudanças no comportamento do consumidor, com a consolidação das compras online. E isso é muito bom para o meu negócio”, observa.

De fato, o executivo tem toda razão e, por isso, a VisitNow aproveita o momento atual de baixa demanda para aperfeiçoar a experiência dos usuários no portal. Em paralelo, prepara o lançamento de uma campanha promocional para outubro e novembro. “A ideia é estimular as vendas para o final do ano e janeiro, quando acreditamos que já haverá uma demanda”, revela Guimarães. 

“A estratégia será prioritariamente online, mas devemos fazer também algo offline. A ideia é investir em ações com influenciadores digitais, que têm grande penetração com esses consumidores que estão cada vez mais confortáveis no mundo digital”, comenta. “Temos que estar prontos para quando a demanda chegar. Nosso objetivo é ter 10 mil hotéis na base, incluindo de países do Cone Sul. Em paralelo, estamos firmando integrações com fornecedores de channel managers e PMS. Já temos conversas avançadas com Desbravador e TOTVS.”

(*) Crédito da capa: Peter Kutuchian/Hotelier News

(**) Crédito da foto: Divulgação/VisitNow