';
FOHB - estudo de disponibilidade_capa

"Bem-vindos ao nosso novo portal! "

Peter Kutuchian
Founder & CEO
Cursos
icone de um computador com um LMS (learn management system)
Confira nossos cursos

FOHB: Rio detém o maior percentual de hotéis fechados no país

Por Vinicius Medeiros 14 de setembro de 2020

Mesmo com alguns hotéis fazendo projeções positivas, o Rio de Janeiro segue ritmo lento de retomada. Um indicador que ajuda a chegar a essa conclusão é o elevado número de hotéis ainda fechados na cidade. Segundo o relatório Oferta de Disponibilidade Hoteleira, a capital fluminense tem 36,03% do seu portfólio ainda com atividades paralisadas. É o maior percentual entre as 12 principais praças do estudo do FOHB (Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil).

O relatório, feito de 7 a 13 de setembro, avalia uma base de 876 hotéis (141.770 quartos) em 206 municípios. Sobre o Rio, é importante levar em conta que a cidade tem elevada participação de independentes no mercado. Dessa forma, o relatório do FOHB, que analisa propriedades de 64 redes, pode trazer um retrato não tão fiel. Ainda assim, fica uma pergunta: o erro seria para mais ou para menos? Só o tempo dirá…

FOHB - estudo de disponibilidade_aberto e fechado

Em um olhar sobre o país como um todo, apenas 13% da base analisada pelo FOHB segue com atividades paralisadas. Ainda assim, entre essas propriedades, um quarto ainda não tem previsão de reabertura. Setembro (28,7%) e outubro (32,2%) despontam como meses preferidos para a retomada, enquanto 6,2% e 7% devem deixar para novembro e dezembro, respectivamente.

FOHB: mais dados

Em relação ao relatório anterior, setembro e novembro apresentaram queda nos percentuais ligados à expectativa do mês de reabertura. Já dezembro e sem previsão caminharam na direção oposta, informa o FOHB. Além disso, entre as 12 principais praças analisadas, todas permanecem com mais de 50% do portfólio disponível. Destaque para Campinas, Brasília, Manaus e Porto Alegre, com mais de 90% dos quartos abertos.

Entre as categorias, os hotéis midscale seguem com o maior percentual de unidades ainda fechadas (16%), mesmo índice do estudo anterior. Econômico (14%) e upscale (11%) registraram diminuição na mesma base de comparação. Por fim, os resorts apontaram apenas 3% de seus quartos fechados.

FOHB - estudo de disponibilidade_info

(*) Crédito da capa: Peter Kutuchian/Hotelier News

(**) Crédito dos infográficos: FOHB