Allpoints recebe investimento e apresenta novidade

Allpoints recebe investimento e apresenta novidadeBicudo: queremos ser a poupança de viagens dos nossos usuários

Depois de uma carreira corporativa de sucesso, Eduardo Gouveia anunciou sua primeira aposta como investidor e empreendedor. Ex-presidente da Cielo, Multiplus e Livelo, Gouveia fez um aporte na Allpoints Hotel Rewards. Com isso, ele passa a deter 5% da plataforma de fidelidade, além de posto no conselho de adminstração da empresa. O valor da transação não foi divulgado.

A notícia foi inicialmente divulgada no Valor Econômico e confirmada pela reportagem do Hotelier News. Pelo acordo, Gouveia pode dobrar sua posição no capital da Allpoints em um ano. "É um executivo muito respeitado no mercado, que tem profundo know how sobre o setor de fidelidade”, explica Marcelo Bicudo, CEO da Allpoints. “Então, só o fato da nossa marca atrair seu interesse já é um reconhecimento muito grande", acrescenta.

A Allpoints foi fundada há três anos e já atingiu 6 milhões de clientes no Brasil. Com 550 mil hotéis parceiros na plataforma, a empresa transaciona R$ 1 bilhão em diárias anualmente. A companhia está inserida em um mercado que movimenta R$ 7 bilhões anuais, segundo dados da Abemf (Associação Brasileira das Empresas do Mercado de Fidelização).

Mais ainda, é um segmento que, além de faturar bastante, vive intensa transformação. No ano passado, a Latam anunciou o fechamento do capital do Multiplus. Em movimento parecido, a Gol promoveu a saída do Smiles da bolsa de valores. “Com o mercado mudando tanto, queremos posicionar a Allpoints como boa alternativa nesse setor, que caiu no gosto do brasileiro, e o Eduardo vai nos ajudar muito neste sentido”, afirma Bicudo

Allpoints lança clube de assinatura

A empresa comandada por Bicudo também confirmou o lançamento do Clube All Points Bônus. Com valores que variam de R$ 50 a R$ 1 mil, o novo serviço oferta uma série de benefícios aos usuários. Entre eles, pontos que não expiram (fora do novo plano vencem em dois anos), trocas por diárias em hotéis a partir de 1 mil pontos (precisa juntar 3 mil pontos) e paridade entre pontos no programa e milhas aéreas (hoje é de um para 10 para não assinantes).

“Com Clube All Points Bônus, conseguimos gerar relevância ainda maior para o usuário, que fica com opção de reservar em hotéis, empresas aéreas e outros parceiros”, afirma Bicudo. “Já temos todas as companhias aéreas nacionais como parceiras e algumas internacionais, caso da TAP. Além disso, estamos negociando com outras empresas europeias e americanas”, completa.

Como assinante Clube All Points Bônus, o usuário ganha também rendimentos. Hoje, a plataforma de fidelidade recebe, em média, 5% do valor da diária do hóspede no momento da reserva, paga pelo hotel de maneira antecipada. Dessa forma, esse recurso renderá 100% de CDI até que seja resgatado. Desse valor, parte será retornado ao cliente na forma de pontos. “Queremos ser a poupança de viagens da nossa base de usuários”, finaliza Bicudo.

(*) Crédito da foto: Vinicius Medeiros/Hotelier News

Comentários