Com previsão otimista, Bourbon Ibirapuera (SP) espera faturamento de R$ 65 milhões em 2018

Bourbon IbirapueraVista do hotel que fica na zona sul de São Paulo

Um dos grandes empreendimetos da rede Bourbon, o Hotel Bourbon Convention Ibirapuera, de São Paulo, acostumou-se a lidar com números superlativos. A propriedade, de 656 apartamentos, começou a projetar o desempenho do ano e informou que espera alcançar R$ 65 milhões em faturamento. O índice é um recorde para a unidade e representa crescimento de 23% na comparação com o fechamento do ano passado.

Os números são embasados em um cálculo que leva em consideração a performance nos últimos seis meses – primeiro trimestre do atual ano e último de 2017 – e a meta traçada para a temporada. Receitas geradas com hospedagem, eventos e (A&B) Alimentos e Bebidas fazem parte do levantamento.

O complexo conta ainda com uma torre comercial de 408 escritórios. Somente esse prédio atende a cerca de 3 mil pessoas por dia, entre clientes e visitantes. Pelo hotel passam mais de 18 mil hóspedes por mês. E não é só isso: a propriedade tem ainda na realização de convenções boa parte de seu faturamento. 

Novo formato administrativo: ganho em faturamento

Frente ao tamanho do complexo e as muitas atividades que reúne, o empreendimento recebeu em 2016 um planejamento para modernizar a gestão. As principais implementações foram tecnológicas, com plataformas instaladas para melhor a performance da equipe gerencial. Dessa maneira, foi possível acompanhar diariamente as receitas e despesas, além da criação de novos indicadores estratégicos e operacionais.

"Para esse acontecimento foi necessário preparar o empreendimento. Assim, revimos processos, equipes, parceiros, fornecedores, área comercial e tecnologia", comenta Sérgio Assis, diretor Operacional do hotel. "Nesse momento foi adotado um modelo de gestão para atender às mudanças do mercado hoteleiro e regional de acordo com as perspectivas da economia", acrescenta. 

O setor de A&B foi amplamente afetado pelas mudanças. Novas práticas foram adotadas para a geração de receitas – com criatividade. O resultado foi a variação de atrações e aumento de 18% no faturamento da área. 

No departamento de Recursos Humanos também houve mudanças. A chegada de novos profissionais foi a principal delas. "Quando é possível alinhar pessoas, recursos e processos, os resultados aparecem naturalmente e isso facilita a avaliação de desempenho dos colaboradores", comenta Juliana Machado, gerente de RH da unidade.

O marketing completa o conjunto de modificações administrativas no Bourbon Convention. A área, coordenada por Audi Tiburzio, apostou em estratégias de divulgação, bem como a criação e monitoramento de campanhas mais consistentes. Para isso, redobrou a atenção em ferramentas de email marketing, CRM, do Google e nas redes sociais.

* Foto de capa: divulgação/Mika Malta

Comentários