Fórum Panrotas: ministro destaca medidas recentes do governo

fórum panrotas ministro do turismoAntônio trabalha na implantação de e-Visa para Índia e China

Hoje (20), a abertura do segundo dia do Fórum Panrotas teve a participação do ministro Marcelo Álvaro Antônio. Em sua fala, Antônio destacou as recentes conquistas do setor, em especial questões ligadas ao visto de entrada no país e ao setor de aviação. Outro ponto abordado pelo dirigente foi a votação da revisão da Lei Geral do Turismo.

O ministro celebrou bastante a medida anunciada pelo presidente Jair Bolsonaro nos EUA sobre a isenção do visto de entrada para quatro países. Antônio destacou ainda outras ações. “Em 90 dias entra em vigor a isenção do visto. Essa ação, por si só, não é suficiente, por isso, a Embratur já prepara uma campanha de promoção maciça no mercado americano”, revelou. 

“Já estamos conversando também com o ministro Ernesto Araújo (Relações Exteriores) para implementar o e-Visa para turistas da China e Índia”, acrescentou. “A conversa é embrionária ainda, sendo muito cedo falar quando vai ser possível instituir o visto eletrônico para os turistas desses países. Ainda assim, acredito que saia esse ano ainda”, completou.

Antônio lembrou que, ontem (19), foi derrubado um requerimento para adiar no Congresso a votação da Lei Geral do Turismo, o que inclui a abertura do setor de aviação ao capital estrangeiro. O último assunto, por sinal, é visto como prioritário pelo ministro. “O Brasil tem 200 milhões de habitantes e um território muito grande. Então, é Inadmissível ter apenas quatro empresas aéreas operando aqui. Portanto, a abertura ao capital estrangeiro é uma ação  fundamental”, avalia. 

fórum panrotas ministroAntônio disse que liberação de cassinos não é prioridade

Marcelo Álvaro Antônio: articulação

Na visão do ministro, esse conjunto de ações (Lei Geral do Turismo, visto, abertura ao capital estrangeiro nas aéreas) são fundamentais para colocar o turismo como protagonista na economia nacional. Ainda assim, ele sabe que, para aprovar muitas dessas medidas, será necessária bastante articulação no Congresso. “Passo a passo vamos conquistar grandes vitórias para o setor, impactando positivamente em toda cadeia produtiva”, disse.

O ministro, inclusive, saiu rapidamente do Fórum Panrotas para retornar à Brasília. Está prevista para hoje a votação da revisão da Lei Geral do Turismo na Câmara. “Estou voltando agora para justamente sensibilizar líderes partidários para a aprovação de Lei Geral do Turismo em primeiro turno. Sou parlamentar e conheço a Câmara e suas lideranças. Então, vamos trabalhar para garantir que temas de interesse tenham sempre garantia de aprovação na Câmara e no Senado”, completou 

Questionado sobre outras pautas relevantes para o setor, caso do aumento da alíquota de Imposto de Renda para remessas ao exterior e a liberação de cassinos no país, Antônio disse que está cientes dos assuntos. No primeiro caso, o prazo da alíquota atual de 6% vence no segundo semestre, podendo subir para 25%. “Estamos agendando reunião com o Paulo Guedes (Economia) para prorrogação. Tenho certeza que ele ficará sensível ao tema”, comentou.

Sobre a liberação dos cassinos, ele admitiu que o tema não é prioridade no momento. “Temos que ir por etapas. Há um grande pacote de medidas para aprovação agora”, avisou. “Ainda assim, cassinos integrados aos resorts é uma questão importante, disseminada no mundo todo, e vamos levar essa discussão para o governo e o Congresso”, finalizou.

(*) Crédito da fotos: Juliana Stern/Hotelier News

Comentários