Marriott anuncia redução da jornada de trabalho dos colaboradores até outubro

Marriott- carga horáriaImpacto da pandemia está sendo maior do que o 11 de setembro e crise de 2008

Com fortes perdas no primeiro trimestre de 2020, a Marriott International atualizou hoje (27) seu plano de força global contra o impacto do coronavírus em seus negócios. A rede anunciou que colaboradores de unidades dos EUA terão folgas e horários reduzidos de trabalho, iniciados em abril, estendidos até o dia 2 de outubro deste ano.

Segundo o levantamento feito pelo grupo, o impacto financeiro da pandemia de Covid-19 está sendo ainda mais severo do que os atentados de 11 de setembro e a crise financeira de 2008, juntos. Desde o primeiro sinal de alerta, a empresa vem tomando medidas para fortalecer seus negócios, incluindo redução de custos e melhoria da liquidez. 

A rede informou aos colaboradores e parceiros que precisará implementar ações adicionais visto que levará tempo até que a demanda por hospedagem e níveis de RevPar se estabeleçam.

Marriott: transição voluntária

A Marriott também está lançando um programa de transição voluntário para colaboradores dos Estados Unidos, que podem optar por deixar a empresa para buscar outras oportunidades e programas similares estão sendo considerados em outras partes do mundo.

Dada a expectativa da rede de que os níveis anteriores de negócios não retornem até  2021, a empresa antecipa um número significativo de eliminações de posições  até final deste ano. No momento, a Marriott não pode prever quantos associados serão afetados por essas mudanças ou por quaisquer cobranças resultantes ou economia de custos.

(*) Crédito da foto: Divulgação/Marriott

Comentários