MTur: parques nacionais registram recorde de visitação

Parques Nacionais - MTurLençóis Maranhenses elevaram em 46% o número de visitas

O ecoturismo, segmento que atrai muitos turistas estrangeiros no Brasil, vem ganhando certo apreço também no mercado doméstico. Números divulgados ontem (19) pelo MTur (Ministério do Turismo) reforçam a tese. Em 2018, parques nacionais importantes no país atingiram número recorde de visitantes mesmo antes mesmo do ano se encerrar.

Ultrapassando a marca de 1.788.922 pessoas de 2017, o Parque Nacional de Iguaçu bateu na terça-feira (18) o recorde de visitação. A mineira Miriam Bourguignon foi a visitante de número 1.788.923 de 2018, segundo contagem online feita pelo parque.

Outro exemplo é o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, em Barreirinhas (MA). No local, houve aumento de 46% no número de visitas registradas em 2017, que foi de 73 mil. Até o momento, mais de 107 mil pessoas estiveram no parque. Já o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros (GO), teve alta de 3 mil visitantes frente aos 67 mil alcançados no ano passado.

Segundo Vinicius Lummertz, ministro do Turismo, a concessão dos complexos para a iniciativa privada é uma das principais causas para o sucesso. “Após esse processo, houve uma melhora em frentes como serviços para o turista, qualidade de oferta e preservação e valorização do patrimônio natural”, avalia Lummertz, que assume, a partir de janeiro, como secretário no governo João Dória.

Parques nacionais: privatização

O parque maranhense terá serviços de apoio ao turismo concedidos à iniciativa privada. Segundo o Mtur, existe a previsão de lançar um edital logo no início de 2019. Já a Chapada dos Veadeiros teve o contrato foi firmado na terça-feira (18). Nele, a concessão de serviços turísticos teve contrapartida de R$ 14 milhões em melhorias em infraestrutura turística, entre outras coisas. 

Para Fernando Sivelli, gestor do Parque Nacional do Iguaçu, o crescimento da visitação na unidade demonstra que a terceirização é um caminho viável. “As pessoas querem boas experiências. Aqui no parque, as pessoas podem ter contato com a natureza e serviços de excelência”, afirma.

As unidades nacionais de conservação do Brasil, incluindo os parques nacionais, apresentaram crescimento de 20% no fluxo turístico em 2017 frente a 2016. Com total de 10,73 milhões de visitantes, a movimentação gerou 80 mil empregos e injetou R$ 2 bilhões nas economias dos municípios de acesso aos locais. Deste valor, R$ 613 milhões foram destinados ao setor de hospedagem.

(*) Crédito da capa: Vinicius Medeiros/Hotelier News

(*) Crédito da foto: Divulgação/MTur

Comentários