';
mauro oliveira - tres perguntas para

"Novas fases, muitas mudanças e novidades para vocês!"

Vinicius Medeiros
Editor-Chefe
Cursos
icone de um computador com um LMS (learn management system)
Confira nossos cursos

Três perguntas para: Mauro Oliveira

Por Nayara Matteis 1 de outubro de 2020

Muito além de higiene e oferta de valor dos hotéis, os amenities no novo normal deverão também ser sinônimo de saúde. Com a entrada do álcool em gel no mercado, fabricantes redesenharam seus produtos de acordo com as demandas criadas pela pandemia. Pioneira no setor, a Realgem’s foi para fora do quarto, elevando seu portfólio com totens para áreas comuns. Mauro Oliveira, diretor Comercial da empresa, explica o que mudou nos últimos meses.

“Inicialmente, concedemos aos nossos clientes prazos diferenciados de pagamento, reorganizamos as programações de entregas, ajustamos nossa operação conforme realidade dos parceiros e o mercado. Em um segundo momento, criamos soluções para atender às novas necessidades”, afirma.

No mercado de amenities há 30 anos, o curitibano de 53 anos é formado em Química Industrial pela PUC-PR. Além da preocupação com as novas demandas dos clientes, Mauro Oliveira ainda ressalta a importância de repensar a sustentabilidade dos produtos e da saúde financeira das empresas. “Nossos amenities devem trazer a segurança de que estes clientes precisam neste momento”.

Fundada oficialmente em 1989, com a expertise no mercado de cosméticos da família Oliveira, a Realgem’s hoje atua no setor com amenities personalizados, linhas próprias e produtos assinados por marcas reconhecidas, como Bvlgari e Alexandre Herchcovitch.

Três perguntas para: Mauro Oliveira

Hotelier News: Com novas demandas da hotelaria, fabricantes de amenities se viram obrigados a reinventar seus produtos. Como a Realgem’s vem atendendo às novas necessidades do setor?

Mauro Oliveira: Inicialmente, concedemos aos nossos clientes prazos diferenciados de pagamento, reorganizamos as programações de entregas, ajustamos nossa operação conforme realidade dos parceiros e o mercado. Em um segundo momento, criamos soluções para atender às novas necessidades, por exemplo: a produção de álcool gel em diversos volumes (30, 50, 300, 500ml) e também de cinco litros, máquinas dispensadoras automáticas de álcool gel, máscaras de proteção individual, álcool líquido e kits de boas-vindas para hóspedes com novos amenities de segurança. Criamos um protocolos de segurança frente ao Covid-19 em formato e-book e disponibilizamos gratuitamente aos nossos clientes para auxiliá-los na reabertura. Agora, estamos recolocando nossas fábricas em funcionamento mais ativo na produção dos cosméticos e sabonetes, visando a segunda fase das aberturas dos hotéis e o final de ano.

HN: Uma das preocupações dos hoteleiros é manter a qualidade e a experiência. De que forma a empresa vem apoiando seus clientes neste sentido?

MO: Neste tópico reforçamos que houve uma mudança na leitura dos hóspedes para a escolha dos hotéis. Então, nossos amenities devem trazer a segurança de que estes clientes precisam neste momento, e os dispensers além de trazerem esta nova realidade, reforçam a sustentabilidade que agrega ao hoteleiro uma economia necessária e ao mesmo tempo gera ao hóspede uma nova experiência, que está conectada com uma realidade mundial de consumo sustentável.

HN: Agora, mais do que nunca, os amenities precisam estar alinhados à saúde dos hóspedes. Como você vê o futuro do segmento? Quais serão as tendências de produto daqui pra frente?

MO: Acreditamos que a resposta seja o uso de dispensers como uma solução mundial, além de começar a existir novos amenities como o álcool gel, ou o lenço de álcool isopropílico, máscaras e dispensers eletrônicos de álcool gel para as áreas comuns.

(*) Crédito da foto: Peter Kutuchian/Hotelier News