';
Beach Hotéis - retomada_Patrícia Luz

"Novas fases, muitas mudanças e novidades para vocês!"

Vinicius Medeiros
Editor-Chefe
Cursos
icone de um computador com um LMS (learn management system)
Confira nossos cursos

Três perguntas para: Patrícia Luz

Por Camila Gallate 24 de setembro de 2020

Devido ao fechamentos temporários causados pela pandemia, a Rede Beach Hotéis aproveitou o momento para realizar reformas. Agora, no momento de retomada, investe na automação dos processos para melhorar a experiência e transmitir segurança aos hóspedes. É o que nos revela Patrícia Luz, convidada do Hotelier News no Três perguntas para de hoje (24).

Gerente geral corporativa da Rede Beach Hotéis, Patrícia acompanha de perto esse momento de transição. Há quase quatro anos na empresa, a profissional tem 23 anos de experiência na hotelaria, incluindo vivência internacional nos Estados Unidos. Antes de chegar à rede paulista, atuou na Royal Palm Plaza, Accor, Bourbon e Grupo Flytour, entre outras passagens.

Formada em Turismo pela Unip (Universidade Paulista), Patrícia está atualmente com 40 anos. Seus hobby incluem atividades como caminhar, ir a praia, sair pra jantar e ver o pôr do sol. Já entre seus gostos musicais dominam os estilos sertanejo, dance e gospel internacional. Veja abaixo nosso bate-papo na íntegra com a gerente geral corporativa da Rede Beach Hotéis.

Três perguntas para Patrícia Luz

Hotelier News: Como está a demanda nesse início de retomada?

Patrícia Luz: A demanda tem sido alta e, principalmente, de última hora. Observa-se também aumento considerável de 35% nas reservas online. Os clientes estão mais digitais, repentinos e também adaptáveis ao novo cenário. O consumidor 4.0 chegou pra ficar com alto nível de exigência, total adaptação ao digital e pelo amplo acesso à informação.

HN: Quem é o público responsável pela ocupação agora?

PL: Cada um dos nossos hotéis tem seu perfil de público. No entanto, nas unidades com tarifas mais acessíveis, observa-se uma mistura de novos consumidores de diferentes perfis. No geral, o público responsável pela ocupação é aquele que busca sair da rotina, seja com alto ou baixo poder aquisitivo.

HN: Como a rede trabalha a equipe nesse processo e como fazer mais com menos, considerando o cenário?

PL: O fazer mais com menos está na veia da Rede Beach Hotéis. Nesse período de hotéis fechados e também na reabertura, foi possível conhecer outras habilidades e competências que poderiam estar adormecidas. Dar mais chance ao talento interno. Polivalência, inteligência emocional, conscientização e trabalho duro são atitudes chaves e essenciais para o momento atual. Exclusão de processos e ganho de produtividade focado no resultado. Nós gerentes precisamos inspirar, dar segurança à equipe de base em todos os aspectos e ser maestro tempo integral. Realizei seis cursos online paralelos ao trabalho e incentivei o time a fazer o mesmo. O momento exige fazer de um limão, duas limonadas. Acredito que muitos empreendimentos repensarão suas estruturas organizacionais, extinguindo alguns cargos aos quais suas funções podem ser atribuídas à outro. Dessa forma, será possível enxugar a folha de pagamento e headcount. Ir além não é mais um diferencial, tornou-se regra.

(*) Crédito da foto: Divulgação/Rede Beach Hotéis