';

"Bem-vindos ao nosso novo portal! "

Peter Kutuchian
Founder & CEO
Cursos
icone de um computador com um LMS (learn management system)
Confira nossos cursos

“Vontade de crescer” gera mudança de posicionamento da Wyndham no Brasil

Por Filip Calixto 19 de abril de 2018

Alejandro Moreno - WyndhamMoreno toca o projeto de expansão na América do Sul numa rotina entre São Paulo e Buenos Aires

Gigante mundial no mercado de hotéis, a Wyndham está determinada a ser protagonista no cenário brasileiro. Atualmente com 34 meios de hospedagem no país, a companhia quer ampliar consideravelmente esse número. A maneira de fazer do desejo uma realidade é passar a gerir hotéis – na situação atual a empresa é representada por franquias, com marcas administradas por outras redes. Empurrada pela "vontade de crescer", a organização deve ser fonte de muitas notícias nos próximos anos.

"Nossa ideia é ter presença nas principais cidades brasileiras. Em destinos turísticos e capitais", vaticina Alejandro Moreno, presidente e diretor geral da companhia para América Latina e Caribe. Nessa busca, já existem contatos preliminares para novas unidades e projetos em andamento.

O plano de desenvolvimento acontece de duas maneiras. O primeiro deles é a manutenção das empresas parcerias, que continuam com permissão para instalar bandeiras da rede. A segunda frente de trabalho é usar o próprio know-how e assumir hotéis e projetos. Para os dois casos, a corporação tem uma equipe de prontidão e instalada no Brasil, mais especificamente em São Paulo. 

Na lista de companhias com licença para operar unidades Wyndham estão Meliá, Nobile Hotéis e Vert Hotéis, cada qual com suas chancelas e possibilidades. Todas elas seguem suas administrações normalmente, somente acrescentando o complemento "by Wyndham" ao nome do hotel e à comunicação visual e publicitária.

"Essas empresas continuam sendo de fundamental importância para nós. São parceiros de negócios que, inclusive, têm preferência se por ventura nos interessarmos pelo mesmo destino", revela o dirigente. As três redes associadas representam sete bandeiras (Wyndham, Wyndham Garden, Ramada, Ramada Encore, Tryp, Super 8 e Days Inn) de um portfólium de 20 disponíveis.

A variedade de marcas é outra questão crucial nas intenções da Wyndham. Conforme conta o presidente, a quantidade de alternativas faz com que a rede consiga atender várias cidades e torne-se uma opção interessante para investidores. Está nos planos da empresa trazer outras marcas para o cenário nacional. As novidades mais rápidas a aparecer devem ser Dazzler, Trademark, La Quinta e Howard Johnson.

"Cada marca se encaixa mais adequadamente num lugar e as nossas alternativas ajudam nisso", pondera Moreno.

A sede de crescimento que a empresa demonstra faz imaginar que as lideres do mercado doméstico ganharam uma forte concorrência. "Queremos sim ocupar posições de destaque", acrescenta o mexicano. "Não sei se atrasados, mas estamos chegando num mercado que já dá sinais de retomada e isso nos anima", completa.

Pretenções Wyndham incluem resorts

Nacionalmente presente apenas em meios de hospedagem de perfil corporativo, a Wyndham mira também os resorts. E aí o farto cardápio de bandeiras também pode fazer a diferença. "Nosso trabalho pode caminhar para o desenvolvimento na área de resorts, onde nossos parceiros não estão", cita o dirigente.

Assim como nos planos para hotéis de cidade, os resorts podem ser negociados em formato de conversão, com a empresa assumindo a operação, ou em franquias, por meio das redes parceiras. A única possibilidade descartada para os dois tipos de empreendimento são as compras de propriedades.

Sobre as cidades alvos de busca da rede, Moreno cita apenas uma: Gramado, no Rio Grande do Sul. Sem dar maiores detalhes, o executivo revela que há negociações para uma unidade lá. Mas tudo ainda é muito inicial.

Crescimento no Brasil e na América Latina

Em 2014, o grupo somava cem hotéis na América Latina e Caribe. Contudo, em três anos a presença foi dobrada. em 2017 eram 200 unidades na região. A expectativa é finalizar este ano com 241 hotéis em funcionamento na região. 

Assim como acontece no Brasil, há planos para maiores investimentos em resorts, sobretudo em México e Caribe. A aquisição da rede La Quinta, que será concluída em junho, pode ajudar nesse processo.

Anúncio das novas diretrizes Wyndham foi feito durante jantar realizado em São Paulo. O evento aconteceu hoje (18) e algumas fotos do encontro estão disponíveis na galeria abaixo.

(*) Crédito das fotos: Filip Calixto/Hoteler News