Em reunião com G-20, MTur debate ações para sobrevivência do setor

MTurReunião extraordinária debateu ações realizadas diante da pandemia 

 

Após lançar a campanha Não cancele, remarque!, o MTur (Ministério do Turismo) se reuniu com ministros do Turismo do G-20, grupo de países com as maiores economias mundiais, hoje (24). A pasta, representada pelo secretário-executivo Daniel Nepomuceno, debateu ações realizadas pelas nações para manter o setor vivo perante a pandemia de coronavírus. A reunião abordou soluções para estimular a recuperação do mercado no pós crise.

De acordo com o Conselho Mundial de Viagens e Turismo, 75 milhões de empregos no setor estão em risco e há a previsão de queda nos gastos de até US$ 2,1 trilhões. Nepomuceno destacou que as ações do governo brasileiro para o setor turístico estão em consonância com as demais nações mundiais. “Tomamos medidas parecidas com todo o mundo, no que tange a mudanças na legislação do Código de Defesa do Consumidor para que as empresas não tenham prejuízos e os direitos dos consumidores sejam resguardados, além de alterações na legislação trabalhista para evitar o desemprego de milhões de brasileiros”, pontuou.

MTur: apoios

O secretário-executivo ressaltou a importância dessas medidas e a necessidade de apoios tecnológicos para a retomada do setor. “Nossa intenção é trazer segurança para os consumidores e turistas, bem como para as pessoas que pretendem investir. Peço que possamos agilizar inteligência artificial, plataformas digitais e protocolos internacionais integrados de segurança”.

O encontro foi presidido pelo ministro do Turismo da Arábia Saudita, Ahmed Al-Khateeb, que enfatizou o compromisso de se tomarem medidas integradas para a sobrevida do setor. “Garantir a subsistência de empresas e trabalhadores no setor de viagens e turismo garantirá uma recuperação saudável. Juntos, prepararemos o caminho para um ecossistema forte e sustentável para o futuro”, concluiu.

(*) Crédito da foto: Roberto Castro/MTur

 

Comentários