Mtur investe R$ 200 milhões na Rota das Emoções

Mtur investe em Rota das EmoçõesMinistro diz que promoção de roteiros fomentam vocações regionais

A Rota das Emoções, que engloba 14 cidades do Maranhão, Piauí e Ceará, terá um plano de ação para seu desenvolvimento turístico. As ações por parte do MTur (Ministério do Turismo) começam com a revitalização do Porto de Tutoia (MA). Este é a principal porta de entrada para o delta do Rio Parnaíba e ponto estratégico da rota. O investimento total será de R$ 200 milhões.

Além da reparação do porto, o plano inclui medidas de fortalecimento do ecoturismo, preservação do meio ambiente e segurança turística. Em setembro, técnicos da pasta estiveram em algumas localidades para ouvir demandas e entender a realidade local. Foram quase três dias de reuniões com gestores estaduais, municipais e representantes do trade para colher informações. A ideia é gerar ações do governo federal a fim de desfazer gargalos e estimular o potencial turístico da rota.

Marcelo Álvaro Antônio, ministro do Turismo, disse que a promoção e estruturação de roteiros turísticos fomentam as vocações regionais. "Vamos visitar cada local, conhecer a realidade e as adversidades destas regiões, para que, junto com os governos municipais e estaduais e os empresários do setor, possamos desenvolver o potencial turístico das principais regiões do país", comentou.

Mtur: projeto prevê obras em ponte e aeroporto

Pelo documento, idealizado a partir de demandas de gestores estaduais, municipais e representantes da Rota das Emoções, o MTur também irá finalizar obras no aeroporto de Barreirinhas. Além disso, viabilizará a construção, com custo estimado em R$ 8 milhões, de uma ponte com 180 metros de extensão para a Travessia do rio Preguiças. Sem a ponte, os turistas enfrentam longas filas para a travessia de barcos e balsas.

Os cinco municípios maranhenses da Rotas das Emoções e São Luís, que é um dos portais de entrada do roteiro, estão entre os 56 municípios do Nordeste que serão contemplados pelo programa Investe Turismo. O programa será desenvolvido conjuntamente pelo MTur, Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) e Embratur (Instuituto Brasileiro do Turismo). Para o Maranhão, por onde começa o projeto, estão previstos R$ 2,3 milhões.

Um plano para investimento na Rota das Emoções já há havia sido desenvolvido. Em 2016, estavam previstos repasses de R$ 53 milhões. Na ocasião, o MTur havia celebrado 77 contratos de repasse para cooperação.

(*) Crédito da foto: Roberto Castro/Mtur

Comentários